Sobre todas as coisas de um modo geral

Em 1989 Seinfeld estreou com a sua série onde falava sobre o nada. Nesse tempo eu tinha cinco anos e também falava nada com nada, porém sem a mesma inteligência e graça. O que explica Seinfeld ter feito tanto sucesso e eu nenhum. Hoje, em 2016, eu resolvi voltar a blogar e inspirada em Seinfeld, mais especificamente em George Constanza, resolvi que vou fazer o oposto e falar sobre tudo.

Eu não vou dar o meu histórico aqui, ele é igual ao de todos que já estão na internet desde que ela começou. Depois de tudo o que me aconteceu (?) e muitos meses de loucura, resolvi que queria voltar a falar sozinha de maneira pública. Que é para o que serve o blog. Claro que você pode fazer isso também por meio de longos textos no Facebook, o problema lá é que você acaba esperando algum retorno da platéia. Eu não espero retorno da platéia, por isso blogo. O modo do blog se apresentar mudou muito no decorrer dos anos e agora estamos aqui, nesse modelo “Twitter expandido” ou seja lá o que for. Vamos assim.

Observando agora, eu não sei se posso suportar mais uma plataforma de texto onde não existe como justificar os parágrafos. Alinhamento à esquerda é algo que me magoa profundamente. De todo modo, vamos tentar.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Tati Lopatiuk’s story.