o ar que eu respiro

Dando continuidade à série sobre os Yoga Sutras (links para as postagens anteriores estão no fim deste post), chegamos em pranayama.

Pranayama (prana = energia, yama = controle) são exercícios de controle de nossa energia vital por meio da respiração. Há muitos tipos de pranayama, alguns mais avançados não recomendados para praticantes novatos, e outros que exigem preparos específicos.

Quando falamos de exercícios de respiração ou de aprender a respirar, ouvimos muitas vezes a gracinha “mas eu já sei respirar!”. Sim, a gente sabe respirar, na verdade, nosso corpo sabe respirar para se manter vivo. Fazemos isso como fazemos digestão, sem influenciar no processo. E quanto podemos ganhar praticando respiração consciente?

As escrituras do yoga falam em domínio das energias psíquicas com o controle respiratório. Sabemos que a respiração correta ajuda os atletas a obterem melhor desempenho. A respiração consciente nos traz para o momento presente, ajuda a aquietar os ruídos da mente e nos convida a entrar em um contato mais profundo com nosso corpo e com nosso sentir.

A técnica respiratória é tão importante no yoga quando as posturas. Quando unimos respiração e posturas, podemos atingir as mais altas formas de purificação e disciplina para a mente e para o corpo. As prática aumentam o fluxo de calor no corpo, acendendo a chama interior da purificação. Mente e corpo se acalmam e os benefícios são colhidos a longo prazo.

Inicialmente, é melhor praticar pranayama com a condução de um instrutor, que poderá fazer a anamnese necessária e também observar como o praticante se comporta, apontar tensões e dificuldades e, assim, garantir que o praticante terá os benefícios dessa prática, sem correr nenhum risco.

— — — — —

as postagens anteriores, na sequência:

ahimsa

satya

asteya

bramacharya

aparigraha

saucha

santosa

tapas

svadhyaya

ishvara pranidama

yogasana

Like what you read? Give Taty Guedes a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.