A felicidade é o caminho

Gandhi já dizia: “Não existe um caminho para a felicidade. A felicidade é o caminho”. Por mais simples que a citação possa parecer, é muito difícil pensar nela no nosso cotidiano. É quase inevitável buscarmos a felicidade como se fosse um destino a ser alcançado. O foco é todo no fim, no momento em que finalmente poderemos dizer que somos plenamente felizes. Mas a felicidade não é um ponto marcado no mapa que podemos traçar uma rota e chegar o mais rápido possível. Mesmo tendo consciência disso, é o que comumente fazemos.

Nós nos concentramos tanto em chegar até a felicidade que deixamos de aproveitar o caminho que supostamente nos levaria até ela. E é ele que realmente importa. As pessoas que conhecemos durante a vida, as experiências que vivemos, as emoções que sentimos, as pequenas coisas que não reparamos no dia a dia (desde um abraço carinhoso até uma música animada) compõem nosso caminho. O conjunto de coisas que vivemos é que nos faz feliz.

E cada um tem seu caminho. Cada um tem suas próprias vivências, seus gostos e suas escolhas. O que te faz feliz pode ser completamente diferente do que faz seu irmão feliz. Não busque a felicidade, mas busque prestar atenção a tudo a sua volta que contribui para que ela floresça em você. Quero compartilhar aqui um pouco do meu caminho, da minha felicidade, do que me faz feliz. Minha pequena avenida nesse mundo.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.