TEDx: modo de fazer

por Carlos Macêdo, organizer do TEDxUFPE

Quando a equipe de comunicação pediu que eu escrevesse sobre a experiência de organizar eventos ligados ao TED, parei e me questionei com as perguntas que faço todos os anos: por que continuo organizando eventos desse tipo? Por que este caminho, e não outro?

As respostas mais simples vêm baseadas no meu retrato: sou comunicativo e gosto de conhecer novas pessoas. As mais profundas, por outro lado, indicam a real razão de estar aqui em frente ao computador num domingo à noite: doação. Eu gosto (e preciso) me doar aos outros. O TEDx é a forma que encontrei de me doar à sociedade.


Estive na equipe organizadora do primeiro TEDx pernambucano, o TEDxRecifeAntigo, e hoje lidero a equipe do TEDxUFPE, que vai para sua 4ª edição em 2017. Já são 5 anos de trabalho e dedicação à comunidade.

Quando você escolhe organizar um evento desse tipo, é preciso ter noção de 3 demandas que serão diárias: a curadoria, os voluntários e os speakers. Indivíduos totalmente diferentes se unirão sob sua visão de mundo para tornar real um desejo em comum. São 3 vertentes bem distintas que oferecem uma catarse diária no campo das ideias, na autoestima e na esperança sobre o futuro.

"O TEDx é a forma que encontrei de me doar à sociedade"

Grande parte dessa mágica que ronda o evento vem da seleção das pessoas para ocupar esses 3 espaços. Pense bem: com quem você desejaria compartilhar seus pensamentos e ajudar a organizar um encontro anual para um público extremamente diferenciado? Esse é o segredo.

O resto é trabalho. Todo dia, sem parar.


Depois das ideias, o que mais aparece no dia a dia são os desafios. As próprias regras definidas pela TED Conferences, a organização-mãe do programa, fazem com que você saia sua zona de conforto e vá atrás de resultados. Listo aqui o principal:

— Como selecionar os speakers mais adequados?

O sentido de qualquer TEDx está nos speakers que você irá selecionar para uma edição. E nada mais. Não adianta ter um evento com câmeras de última geração, um lindo auditório, vários mimos para os participantes e os speakers não oferecerem conteúdo relevante para aquele encontro. E é justamente nesse ponto que, acredite, vários organizadores erram.

Nós, enquanto sociedade, nos preocupamos muito com a embalagem, a capa do livro, a roupa vestida, a importância do cargo. E muitas vezes tentamos reproduzir isso em locais onde nada disso importa. TEDx é sobre conteúdo, e ponto final. Se os seus speakers não têm um propósito de vida, uma ideia que acenda a chama do diálogo e do pensamento crítico, o que você está organizando não é um diálogo sobre concepções de mundo. É um desfile de egos.

Por isso que este desafio é o que habita a cabeça do começo ao fim de uma edição, e é o que todos os que organizam (ou desejam organizar um evento um dia) deveriam ter em mente. Seguindo esse mantra, é bem provável que tudo dê certo.

O TEDx é uma experiência que transcende qualquer tipo de evento. Na verdade, não é um encontro, nem evento. É uma experiência ainda sem nome, sem definição. E só entenderá essa afirmação quem participar de um.


Gostaria de convidar você a acompanhar nosso trabalho através das redes sociais do TEDxUFPE. Se você se sente apto a organizar um evento, entre em contato comigo. Sempre estarei disponível para ajudar :)

Um abraço. E até a próxima.

facebook.com/TEDxUFPE
instagram.com/tedxufpe

Like what you read? Give TEDxUFPE a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.