Quando o elefante branco na sala é você mesmo

São infinitas as vezes que penso que está tudo dando errado na minha vida.

Eu sei que provavelmente em algum momento você já disse ou pensou isso também.

Esses dias minha mãe disse a seguinte frase: “As coisas só não estão acontecendo. Isso não quer dizer que elas estão dando errado. Elas nem tiveram tempo”.

Chorei. É claro que chorei.

As coisas nem tiveram tempo de ser. Na verdade, eu impus o meu tempo a elas: quero esse ano, desse jeito, com esse custo. Eu paguei (e ainda estou pagando) pela expectativa criada.

As coisas podem ser que nem acontecem. Pode ser que sejam outras coisas que me aguardam lá na frente. Ou ali na esquina. Ou no próximo telefonema.

A gente nunca sabe quando é a vez.

Às vezes o sonho se torna outro porque já não somos os mesmos da primeira vez que sonhamos. É natural, é sensível.

Falo isso agora, mas ontem mesmo estava chorando porque estou há anos luz do que projetei. E claro, como sempre falo aqui, com projeções vem a família das idealizações e fantasias, e não percebo o quanto sou cruel comigo.

A coisa cresce. Se torna um fardo. Começo me explicando: “é que fiz más escolhas, é que fui rápido demais ou muito lento”. Sempre me colocando como única causadora do não acontecimento.

Sendo que nem sempre sou.

Entende que há outras forças além da sua que influenciam o teu caminho?

Às vezes precisamos ficar em um emprego ruim por um tempo porque não há plano b.

Às vezes teremos que sair de alguns empregos porque era ele ou a nossa sobrevivência. Sanidade. Existência.

E em algum momento você cogitou se anular. Mas não estava certo.

Às vezes não será a graduação e depois a pós e depois o mestrado. Às vezes vai levar anos para. E quem sabe o foco mude e você queira outra coisa.

Entende pra onde voltamos?

Às vezes é um término inesperado quando você já planejava um casamento.

E o que fazer daqui dez anos?

Talvez viver.

Tenho pensado nisso com muita força. Faço tudo menos o básico: não vivo. Esse ano eu passei me culpando. Vivendo ele da pior forma possível. Achando que a minha vida só começaria após a tal grande coisa acontecer. Pois é, digo e repito: ela já está.