Se você vende um summer internship como “tendo trabalhado” em uma empresa como funcionário, isso …
Felipe Edoardo
31

Concordo com o que você disse, porém gostaria de deixar mais claro o ponto que eu quis passar: No meu entendimento, o autor do texto quis dizer que é uma coisa quase que trivial os estágios que ela fez no Google e na Microsoft. Porém, diferentemente do que ele falou, o estágio dela no Google por exemplo, não teve nada de "read only": Segundo o LinkedIn dela, ela foi Software Engineering Intern. Esse é um estágio bastante, bastante difícil de conseguir: Passa por múltiplas rodadas de entrevistas técnicas (em geral, algoritmos, estruturas de dados e talvez um pouco de tecnologias específicas dependendo da equipe específica). Não vou entrar no mérito do estágio dela na Microsoft (como Program Manager) por que de fato não é minha área muito de domínio. O ponto é: De fato, acho que ela aumenta um bocado as coisas que fez (ou se não aumenta, deixa que aumentem por ela e não corrige), porém ela passa longe de ser apenas um charlatão qualquer. Discordo da abordagem dela em relacao a empreendedorismo e acho que ela chega perigosamente perto do empreendedorismo de palco várias vezes, mas não acho que é justo diminuir as outras coisas que ela já fez por que depois do episódio do zebeleo virou moda na internet falar mal dela. Do mesmo modo como antes existiam textos que a glorificavam mais do que o devido, na minha opinião agora estão surgindo textos que puxam demais pro outro lado: denegri-la mesmo em coisas que talvez não façam tanto sentido

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Teógenes Moura’s story.