ALGO DIFERENTE

Já perceberam como todos querem ser diferentes?

É! Na roupa, no carro, nos cabelos.

Mas não querem ser estranhos, ou seja, tão diferentes que achem que são loucos……. estranhos.

O que não se percebe é que essa tal diferença se chama individualidade.

Somo únicos desde sempre.

Então porque deveria ser diferente com nossa casa, nosso local de trabalho?

No último texto foi dito que um projeto começa com olho no olho, muita conversa …e se possível um bom café.

Só dessa forma é que o arquiteto vai entender o que você precisa, deseja e dar uma solução diferenciada, única.

As referências que foram separadas por você para facilitar a comunicação são “referências”, e não algo para ser copiado.

Vou entrar agora num campo delicado.

Existem alguns sites, aplicativos, que fazem projeto a distância. Nada contra a tecnologia, quando usada para agregar progresso.

Você envia as medidas ( que você tirou) do quarto, por exemplo, que quer mudar, fotos do local, algumas dessas referências e recebe como num passe de mágica um projeto para esse quarto e por e-mail.

Mas me pergunto como algo pode ser diferenciado se nem uma conversa real houve?

Isto significa que existe aí uma repetição de modelos.

Serei mais prática. Um quarto em geral é parecido com outro na maioria das vezes. Medidas próximas, tamanho de janela, etc.

Então o que se faz? Mesma posição de cama, mesmo local de armário e vão mudando só revestimento, a cor da parede, da roupa de cama, mas se você olhar de perto para dois projeto que parecem diferentes, vai ver que a base é a mesma…a mesma cama, o mesmo armário, as mesmas opções.

Por isso o valor é aparentemente mais baixo, porque na realidade não houve um trabalho mais profundo considerando suas necessidades, apenas uma repetição de soluções.

“ Toda grande arquitetura é o projeto do espaço que contém, exalta, abraça ou estimula as pessoas naquele espaço”………Philip Johnson

Individualidade pede conversa para saber se o armário precisa ser todo fechado, se precisa de mais gavetas ou mais prateleiras.

Se a cama deve ser “box” ou se o ideal é uma marcenaria, até por uma questão de ergonomia.

A iluminação deve ser localizada ou geral? Gosta de ler a noite? Precisa fazer uma maquiagem de primeira logo pela manhã?

Ou seja. Suas necessidades são só suas.

E não há “online” que as entenda a distância.

Mas se achar que vale a pena, vá fundo.

Mas não se iluda que seu quarto é o único no planeta, tenha certeza que não é.


Só para lembrar

……se gostou curta e compartilhe.


Eu sou Teresa S Veiga…Arquiteta, tenho meus pés no chão com a Acta Arquitetura…e minhas asas no design de jóias, já o coração, vive nos dois!

Quer conhecer mais? http://www.acta.arq.br