Coletivo cultivar ganha sede no bairro jujuba

Foto: Thais Moreira

Agora com uma sede no bairro Jujuba, em São João Nepomuceno, MG, o
Coletivo Cultivar pretende aumentar o seu viveiro com vários tipos de plantas,
fazendo com a organização cresça cada vez mais.
O coletivo é uma organização comunitária que nasceu em Julho de 2014, no
auge da crise hídrica na Zona da Mata, com o objetivo de mobilizar a
população são joanense sobre as questões socioambientais.

Matheus Menezes, um dos membros diz que a cidade não tem nada parecido com esse projeto. ” Aqui em São João não tem nada parecido e nada move-se a esse caminho”. Assim, ele e seu amigo, também membro do coletivo, Lucas Gomes decidiram desenvolver essa organização.

O Coletivo Cultivar funciona de formar abrangente, qualquer pessoa pode ser
membro, não há um pré-requisito, conta Gomes: “ Quem quiser participar,
pode. Bastar querer e ter um interesse”. Hoje, com 13 membros que participam dessa organização, que não tem fins lucrativos e estão com vários projetos encaminhado. Os encontros acontecem em feriados e alguns finais de semana, por alguns dos participantes não morarem em São João.
Ano passado, praça do centro da cidade fizeram dois eventos, um em
comemoração aos dois anos de coletivo e outros sobre a tragédia que ocorreu
em Mariana. Este ano pretendem fazer outros. O objetivo é ter o contato direto com a população e apresentar os trabalhos, com a participação de alguns movimentos e organizações sociais, diz Menezes. “Chamamos alguns
movimentos e organizações sociais, como os nossos parceiros do Fórum da
Música e os grupos de capoeira da cidade”.

Têm uma página no Facebook, a qual chegou a mil e cem curtidas que leva o
nome de Coletivo Cultivar, onde fazem postagens de questões socioambientais e divulgam seus trabalhos já realizados.