Pelo que você vive?

Você tem um propósito pelo qual vale a pena viver e morrer?

Em tempos como hoje vemos pessoas brigando por política, por times, por serem fãs de personalidades opostas ou apenas pelo prazer de expressar o ódio gratuito(no caso dos haters, por exemplo), você já parou para pensar o que leva uma pessoa a perder seu tempo só para abrir sua rede social , procurar seu alvo e fazer vários posts, mandar várias mensagens de ódio á uma pessoa que representa algo diferente dos ideais e pensamentos dela? É simples entender o que se passa quando você entende que uma pessoa só pode semear o que possui dentro de si, de uma forma mais clara, uma fonte de água doce não pode jorrar água salgada, é por isso que grande parte das pessoas que gritam palavras de ódio são as pessoas que em seu coração estão comprometidas, são pessoas vazias com vidas vazias, sendo assim só podem gerar coisas vazias.

Essas pessoas, atrás do anonimato se sentem seguras, inalcançáveis, intocáveis e quando isso acontece… aí meu amigo, o lobo do homem se mostra, como dizia Thomas Hobbes “O homem é o lobo do homem “ , nada consegue ser mais nocivo ao homem do que ele mesmo, nada além de você mesmo pode te destruir por completo, por que mesmo que você morra ainda assim terá toda a sua imagem e história, fatores esses que nem uma bomba atômica destroem.

Homens constroem fortalezas para se proteger de outros homens, treinam, estudam e trabalham para se sentirem seguros de outros homens, quando na verdade a pessoa mais perigosa do mundo para você é você mesmo! Você é o único que pode acabar com seus sonhos, é o único que pode acabar com seus planos, só você pode acabar com seu propósito, você é seu maior aliado e potencialmente seu maior inimigo.

Exemplos como Albert Einstein, Madre Teresa, Madame Curie, Isaac Newton , Stephen Hawking, Martin Luther King Jr, Sócrates, Aristóteles e até mesmo Jesus, foram homens que foram assassinados, mortos por doenças ou causas naturais, tiveram seus corpos destruídos por outros homens, mesmo sendo tão distantes, todos têm algo em comum, eles ainda de certa forma estão vivos, pois o motivo da vida deles se tornou um legado para todas as gerações seguintes, ou seja nada é mais forte quanto um propósito , quanto algo pelo que vale a pena viver e morrer

O que te move ? O que te faz acordar todos os dias e ir até seu trabalho ou até quaisquer que sejam suas ocupações diárias? Se você fosse seu próprio biógrafo estaria escrevendo uma história inspiradora ou um livro monótono?

E gostaria de te questionar mais uma última vez.

E se hoje fosse seu último dia ? Você estaria orgulhoso da sua história? Estaria fazendo o que? Se sua resposta for diferente de “eu estaria fazendo exatamente o que faço agora” reveja seus conceitos caro leitor, pois sua vida pode estar agora GRITANDO por um propósito maior.

De um sonhador para outro ,

Thales L. Carnete