This story is unavailable.

Gabriel, permita-me discordar sobre a visão que você acredita que o Padilha mostra sobre o Cap. Nascimento. Ao não punir o Cap. e nenhum dos outros policiais a visão mostrada é ‘se o mocinho faz, ok, se o vilão faz, cadeia nele’. A intenção pode ter sido outra, claro, mas a visão ao final do Tropa de Elite 1 é essa: a polícia pode fazer tudo o que quiser que ela vai estar certa. No segundo filme a história muda, o problema já não é o tráfico é a corrupção e o Cap. Nascimento é o tempo todo visto como herói, é como se o primeiro filme não existisse, como se ele não tivesse matado e torturado vários, ele é tratado como o bom moço incompreendido que só quer um mundo mais justo. Dado isso, é bem claro que o Padilha fez um desfavor a sociedade mostrando como bom moço aquele que não era tão bom moço assim.

Sobre Narcos, assisti os primeiros 3 eps e a vontade de continuar é mínima porque já percebi que vai ser relatada mais uma versão romantizada de fatos nada românticos.