2 semanas inteiras

todas as vezes. presenciar um sentimento, materializar certezas, uma nuvem de razões chovendo destino.

todas as vezes tremer de nervoso, esperando a música entrar no ápice.

todas as vezes a delícia do dia de sol, um calor que se toca, um cheiro denso de manga doce derretendo na faca.

todas as vezes um excesso de saliva, esperando a comida, um prenúncio de sabor.

todas as vezes o rádio no fundo, uma cena de filme e uma lua cheia, muito branca.

todas as vezes o entrelaçar dos dedos, escondendo nos cabelos o impulso de arrancar o que quer que seja.

tantas vezes essa maldade, essa aquarela aguando as cores.

dessa vez, só o mergulho sucicida nessa poça de saudade.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Thalita Teglas’s story.