caixa postal

barulho de telefone chamando

can’t feel my face when I’m with you, 
but I love it, but I love it…

e você aparece uma bailarina 
olhando pra fora sem sentir a ponta dos pés; 
dançando sorriso e dor com sapatilha de seda.

e você não me atende.

era terça 
e eu usei o resto de perfume 
que eu guardava como quem esperava a rainha.

eu passei pela lagoa olhando os reflexos
e o motorista, nossa, 
não parava de falar atrapalhando as luzes; 
as vezes eu acho que elas estão em morse.

você não foi; 
aquela velha sensação de que eu deixei
você escorregar
o tombo é sempre meu.

enquanto a lagoa girava,
pensei no que não cabia:
- gatos em aquários
- macarrão na panela
- pé gelado e mão quente
- água em forma de gelo

estava inconforme.