Parabéns Thâmara,
Irom Rocha Lima
1

Oi Irom! Inclusive eu já fiz entrevista na sua agência, olha que ironia do destino…rs. Morava em Goiânia e passei pela Cannes, Jordão, Múltipla, Logos, até desistir. Realmente não é a vida que penso pra mim, nem em termos de crescimento pessoal nem profissional, mas tenho muitos amigos que continuam e se encontraram. Então penso que é mesmo de cada um, de como isso é percebido pela pessoa, as relações que são construídas e os desafios a que se propõe. Prêmio de Propaganda nunca vi como ápice, aliás sempre vi como uma ilusão. Minha experiência foi de um rala absurdo, pouca grana, reconhecimento quase nulo, desafios que estavam muito aquém do que eu buscava e uma rotina que me aprisionava de coisas que eu gostava de fazer (ler, cozinhar, encontrar pessoas, etc)…Quando saí, no primeiro trabalho passei a ganhar o dobro e, no seguinte, o dobro deste dobro. Isso era uma coisa que eu nem imaginava ser possível de tão absorta que estava no mundo de agência e então eu vi com uma lente de aumento as inúmeras possibilidades dentro da área. Aí fui pra outro país, testei outras coisas, fui descascar cebola num restaurante, fiquei sem fazer nada, até perceber que nasci pra ser pesquisadora. Cá estou feliz, leve e solta! Você já tem um histórico construído, mas refletir é sempre bom. Despertar, melhor ainda :) Vida longa pra ti também!