Me irrita no Facebook

Já de cara eu aviso logo: eu dei unfollow em TODAS as pessoas do meu facebook. TODAS. Adiciono uma pessoa no meu facebook e a primeira coisa que faço é dar unfollow. TCHARAM. Por muito tempo, na minha timeline, eu só mantinha as publicações das páginas legais que eu sigo, até que vi que estava perdendo tempo demais vendo fofurinhas, curiosidades e miscelâneas no facebook e parei de seguir TUDO. Não exclui nada e nem ninguém. Quando eu entrar numa nova fase da minha vida, vou voltar a seguir o que me interessar.

BEM, a minha reflexão é: o povo acha que sabe tudo da vida de todo mundo. E eu sempre detestei saber que fulano casou, teve filho, viajou, tá trabalhando, tá chorando, tá gordo, tá magro, tá recauchutado, pelo facebook. Eu detestaria dar essas notícias sobre mim no facebook. Eu mudo minhas fotos de perfil e acho que isso já fala demais sobre mim. Eu posto piadas, e acho que isso fala demais do meu humor. Acho demais. Imagina ficar passando relatório da minha vida profissional, familiar, amorosa, patrimonial, espiritual? CÉUS.

Eu parei de seguir todo mundo porque acho que o que eu tenho de saber, chegará em mãos para mim. Assim como eu comunico os feitos da minha vida a quem importa, eu só quero saber dos feitos da vida de quem vem me contar. Não é um teste para saber quem me acha importante na vida, mas é um filtro de informações para a minha vida mesmo kkkkkk. Eu lá quero saber que a miss do meu colégio casou com o gato da escola e agora eles tem um filho lindo e estão na Disney? Isso só aumenta o meu recalque. Eu lá quero saber que fulano tá gordo e feio? Se eu encontrar com ele na rua vou saber disso, mas não vem ao caso saber agora. Adoro fofoca, mas gosto de uma fofoca genuína, originada do acaso, e não da passividade intencional das postagens do facebook, estou sendo clara?

Ver a vida dos outros me aflige, porque gera comparação, desespero, um monte de neura que não faz o menor sentido & gasta tempo. Para que raios viver nisso? Eu queria dizer que sigo zero pessoas porque “sou uma pessoa ética e acho deselegantes muitas postagens.” É isso TAMBÉM, mas não é só isso. É o bichinho da comparação que me aflige em muitos momentos também, né. E a porra da comparação é com algo que nem sei se tá certo de comparar. Eu sei lá se a miss colégio tá ai postando essas fotos só para mostrar para o ex que tá muito bem e na verdade ela pagou essa viagem com a alma e as biju tudo. Sempre rola.

Enfim, o facebook aprofunda os mal-entendidos cotidianos. As impressões neuróticas se aprofundam nessa rede social. E eu? Eu estou sedenta por contato humano real kkkkkk e estou interessadíssima em estabelecer convivência com pessoas de convivência real, presencial, física e espiritual de verdade. Normal, né, bonitinho, né.

Às favas, facebook.

E o pior é que eu realmente perco contato com meuzamigos de infância se eu paro de entrar no face hahaha. Não vejo marcações em fotos, não vejo convites para festas, não vejo mensagens inbox, não vejo páginas que colegas criaram. E sem ver as publicações das pessoas, eu não vejo quem fez algum anúncio público de grande relevância. Mas pow, se eu não fiquei sabendo pelo fulano ou por gente próxima que o cachorrinho dele tá doente, que ele tá no emprego da vida dele, que tudo deu certo, que tudo deu errado, então não era para eu ficar sabendo, certo? ENTÃO FOOODA-SEEEEE!!!

E aos amigos de infância que me esquecem se eu saio do facebook: eu também esqueci de vocês quando saí do facebook kkkkkkk SEGUE A VIDA.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Amaralayna’s story.