Black-out

A escuridão por trás da chama

Acende a pira olímpica. Apaga-se a desigualdade, as crises políticas e econômicas e o catastrófico estado que se encontram a saúde e a educação.

Apaga-se ou ofusca-se? Déjà Vu da copa de 2014?

A cidade no Rio já sediou vários eventos internacionais nos últimos anos. E, em cada um, há a mesma política: remoção dos pobres das ruas onde haja visitantes, ocultação das falhas governamentais e exaltação lúdica de um modelo perfeito de desenvolvimento que, na verdade, não existe.

Essa falsa ilusão de que tudo anda nos trilhos é ludibriada e, por nós aceita, através da mídia. Ela prioriza e nos faz priorizar assuntos que não são relevantes, abafa escândalos ligados à corrupção e crimes e nos massifica com a positividade e otimismo demostrados pelos veteranos da comunicação.

Enquanto a pira estiver acessa, a mídia tornará aqui, o melhor lugar para se estar e permanecer. Mas, quando ela se apagar, ascenderão os mesmos e velhos problemas. E a própria mídia será a primeira a se contradizer com a imagem vendida anteriormente.

http://youtu.be/VDEo5y_JdIo

Bipolar ou comanda por uma Oligarquia maior e mais poderosa que nossas opiniões? Fica um tema para próximas reflexões.

Por Lucas Nunes e Thayane Oliveira.