escuridão

aqui embaixo é frio

vazio

sinto medo

há dias não me alimento

estou frágil

me tornei frágil

não sei se é dia ou noite

às vezes chove lá fora.

a solidão

me domina

me consome

cada dia mais

sinto-me aprisionado

fui trancafiado

no porão

do

meu próprio ser

sou fraco

me tornei fraco

os dias se tornaram sórdidos

e

aos poucos

estou morrendo

esvaindo

até que restem

apenas fragmentos de ossos

e

raras lembranças

por parte

dos poucos que me amavam.

a morte

é

meu porto seguro

agora

espero

nela

poder descansar.

choro

não por estar morrendo

mas

porque

mesmo em meus últimos suspiros de vida

você ainda habita em meus pensamentos.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated thays’s story.