Ainda existem pessoas boas

tumblr

Já reparou que nos acostumamos mais facilmente com algo que nos faz mal do que com algo que nos faz bem? Não reparou? Se liga nisso! Normalmente fazemos isso quando queremos muito agradar a quem nós amamos, alguém com quem temos afinidade ou com pessoas que não queremos por razão alguma dizer não. Pode ser sua mãe, seu pai, seu namorado, marido, amigos, enfim, relacionamentos em geral.

Não é de hoje que noto pessoas que passaram a vida toda convivendo com algo que as fazia mal e agora, depois que saiu da situação, acha que se acontece bom, algo que seja o contrário do que viveu, então é estranho. Isso acontece muito nos relacionamentos abusivos, aqueles que a pessoa fala que te ama mas sempre te trata de qualquer jeito e te conduz a um modo de sentimento em que você acredita que não merece nada melhor que aquilo. Na verdade, muitas vezes você sabe que merece algo melhor mas ao mesmo tempo acha que não consegue. Acha até que aquilo é o suficiente para a vida. Já se viu assim? Eu já e acho que milhares de pessoas também. Não falo só de homem abusando psicologicamente de mulher mas o contrário também, falo de relações homoafetivas, de amizades. Enfim, repare seus relacionamentos.

Ouvi recentemente: “nossa, ele já faz isso em tão pouco tempo de relacionamento? Que estranho!”. Será que é estranho mesmo ou nós que nos acostumamos com o pouco? Passamos tanto tempo recebendo o mínimo que quando alguém faz o normal por nós, duvidamos. Duvidamos porque perdemos a fé que existam pessoas boas, pessoas que realmente não nos queiram pra baixo, pessoas que realmente se importem com nosso bem-estar. Acho que quando aprendemos a nos desarmar e quando aprendemos a receber as coisas boas, nos valorizamos ainda mais, nos emponderamos ainda mais. Relacionamentos saudáveis existem, pessoas boas existem, amor existe, preocupação verdadeira existe, pessoas que se importam com você existem. É sério, existe mesmo! Que tal se desarmar um pouco e aceitar as coisas boas?

Eu não quero mais me acostumar com o pouco ou com o medíocre e acho que você também não. :)