Eu não tenho nada a ver com sua carência sexual

Pinterest

Situação 1: Você não fala a tempos com um cara. De repente, em plena sexta-feira às 23h59, ele aparece por meio de uma mensagem de texto no celular, pergunta como você está e o que você está fazendo. Diz que seria legal se vocês saíssem. Mas nunca marca esse encontro. Próximo mês ele faz a mesma coisa e nada. E o jogo se repete, diz que quer te ver, mas nunca marca nada e some, reaparece e continua o jogo.

Situação 2: De repente você está em casa e, como quem não quer nada, aquele cara com quem você ficou há vários meses e que sumiu no mundo depois disso envia uma mensagem falando que lembrou de você e que vocês podiam marcar para tomar uma cerveja. Você aceita, claro. Ele some de novo e aparece meses ou semanas depois com o mesmo discurso. Pense, quantas caras fizeram isso com você?

Situação 3: Ou então, você publica uma foto numa rede social em que você está linda. Não mais que depressa aquele cara que nunca fala com você comenta sua foto e já te chama por mensagem privada e pergunta quando vocês podem marcar uma cervejinha, afinal tem tempo que vocês não se vêem. Ok, você aceita e topa sair com ele, já que parece legal. Vocês saem e ele some. Reaparece meses depois com o mesmo papo. E você?

Esses são alguns exemplos, dentre os vários, que acontecem com nós mulheres solteiras. Há muito tempo tenho notado isso, mas sempre relevei. Afinal, que mal poderia haver nisso? Só que há e é desrespeitoso, é chato, é cretino. Eu posso sim querer só sexo com um homem, mas até para isso, eu quero ser respeitada. Eu não sou última opção de homens carentes sexualmente e que por serem bonitos ou interessantes em algo, se acham no direito de fazer suas investidas assim, sem pudor algum. Desmerecendo meu corpo, meu tempo e minha disponibilidade para querer estar com eles.

As pessoas não estão proibidas de querer casualidade, mas é necessário respeito. Qual o problema em conversar normalmente quando você transa com uma pessoa? E por que tratar como um objeto inútil as pessoas por quem você tem interesse? Não faz sentido. As pessoas não estão à disposição umas das outras. Então, fique atenta aos caras que saem “metralhando” de mensagens a lista de contatos do celular, esses são os que te tratam como “se não tem tu, vai tu mesmo”.

Conversando com algumas mulheres que conheço, percebi que esse discurso dos homens é comum. Ouvi delas frases como:

“o cara nunca falou comigo e agora aparece para saber como estou, assim do nada”

“ele me chamou para sair porque disse que terminou o namoro há pouco tempo e quer uma companhia legal como eu”

“ele me enviou uma mensagem na madrugada de sábado me chamando para sair”

“nem perguntou como estou, só disse que me acha linda e que a gente podia marcar de sair, mas nunca saímos. Dias depois vi que ele assumiu relacionamento nas redes sociais”

“ele me chama para sair e no dia some. Aparece semanas depois como se nada tivesse acontecido me chamando para sair de novo”

O cara só te procura quando aparentemente ele não tem nada melhor para fazer, quando todos os rolês deram errado, quando todas as outras investidas deram errado. E você aceita mesmo se sentindo mal em ser a última opção? (A gente sabe quando eles fazem isso conosco). Independente da casualidade, todo mundo tem sentimento e, no mínimo, querem saber que têm valor seja para o que for.

É bem desconfortável quando temos carinho por um cara que ficamos e notamos que ele só nos procura quando zera a lista de opções na agenda ou quando o evento incrível que ele ía foi cancelado. E se tem uma coisa que a gente nota é quando isso acontece.

Este texto é para dizer a vocês mulheres que vocês não têm que ser a última opção de ninguém, mesmo que seja apenas para pegação. Não é porque amamos transar que temos que aceitar qualquer investida. Quando um homem percebe que ele é segunda opção de uma mulher, ele te descarta. Então, não aceite menos do que você merece. Afinal, eu existo e você também existe.