THIS IS FOR THE ONES WHO PODE MATAR, MAS ESCOLHE NAO

Olá amiguinhos!

Trago boas novas da 5a dimensao…

Tava ali dando um role decodificando este momento de reformas trabalhistas e outros absurdo nessa terra de absurdos quando voltei com a resposta.

Se o governo faz uma lei que permite que voce mate, vc vai matar? É uma lei o que te impede de matar alguém? Apenas reflitam um pouco.

Agora pensem que a gente tá saindo da era do Estado e entrando na era das marcas. Até a gente, pessoalmente, virou uma marca, pois somos comercializados a todo instante, né nao feicebuuuk? Aí vc ve a Stella Artois num projeto pra acabar ca falta de água na Africa, aí vc ve a o iPhone engajado na luta contra a Aids, aí vc ve a Tesla Motors ganhando várias áreas de tecnologia e criando uma filosofia do impossível. E aí vc ve: as empresas que vao sobreviver sao aquelas que entenderam sua importancia na humanidade e sua importancia no social, pq a gente também evoluiu e é respeito e dignidade o mínimo que a gente espera pra si mesmo e pros outro. A pergunta nao é se seu país permite que vc escravize os trabalhadores. A pergunta é: o que vc faz mesmo tendo esta carta branca? A bola tá com vcs, marcas! E a gente tá de olho.

Nao sei o quanto ces conhece da história real do Steve Jobs, mas ele nao era um genio pq criou a Apple. A genialidade dele tava em saber que as marcas sao uma consciencia criativa e depois coletiva. Ele sabia que a consciencia dele tava em cada mac. E ele anteviu que no futuro, o poder das marcas sobre o inconsciente coletivo e vice versa seria o que modelaria a realidade.

Fiquem ligadinhos nas empresas que matam e facam elas perecerem no tempo.

O que diria Steve Jobs sobre esta era? “THIS IS FOR THE ONES WHO TEM PERMISSAO PRA MATAR, MAS ESCOLHE NAO”.

bjs de luxxx