Empresa criada por aluno da USP quer transformar a ciência brasileira

Thiago Negrão Chuba, 22, é aluno de Ciências Biomédicas na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP. A Vectis é uma empresa que aspira transformar a ciência brasileira pela redução de custos ao criar equipamentos e soluções personalizadas para a pesquisa em ciência, tecnologia e inovação. Em um primeiro olhar, esses dois elementos não parecem ter muito em comum. Entretanto, sua ligação é imensa.

O aluno teve em seu primeiro ano uma disciplina chamada “Fundamentos de Física, Química e Matemática para Análise de Fenômenos Biológicos I”, na qual um de seus módulos era a instrumentação biomédica. Os alunos foram então desafiados a construir equipamentos de laboratório de maneira quase artesanal. Thiago optou por desenvolver um pHmetro, instrumento capaz de medir o pH de soluções. E mais: desenvolveu um sistema de controle automático de pH utilizando um microcontrolador. “Assim que me deram o desafio e consegui cumpri-lo, percebi que aquilo tinha potencial de virar um negócio”, diz o aluno.

Thiago e o primeiro pHmetro desenvolvido em sala de aula. Disso nasceu a ideia que resultou na fundação da Vectis.

Com a ideia pronta para ser desenvolvida, Thiago resolveu verificar se a ideia era viável. Entrevistou cerca de 30 laboratórios de pesquisa da USP de Ribeirão Preto, e percebeu que sua ideia era viável. O Prof. Dr. Eduardo Brandt, revela: “Os custos de alguns equipamentos são muito altos. Muitas vezes, o cientista necessita de soluções mais simples ou dedicadas apenas à um experimento. Desenvolver um equipamento de baixo custo e que cumpra satisfatoriamente a necessidade da pesquisa é essencial para que alguns resultados sejam possíveis”.

Dessa forma, foi criada a Vectis, empresa com o ideal de fazer a ciência brasileira se desenvolver ao entregar equipamentos e soluções personalizadas para cada pesquisador. “Acredito que simplesmente ter como objetivo maior da empresa entregar um produto ou serviço é insuficiente para atingir resultados de impacto. Meu sonho grande é fazer a ciência brasileira decolar, e com esse ideal, tenho o brilho no olho de fazer isso acontecer”, afirma o agora CEO da empresa Thiago Chuba.

O aluno encontrou então no ambiente de aceleração da IBInnova, aceleradora de empresas do MBA Gestão da Inovação em Saúde do Instituto Butantan o ambiente perfeito para fazer sua ideia crescer e virar um negócio real. “O apoio e os desafios que encontro aqui são essenciais para que minhas ideias saiam do papel e possam fazer a Vectis crescer cada vez mais. ”, completa Thiago.