EDUCAÇÃO PARA O EMPREENDEDORISMO: MULTIDISCIPLINARIDADE, COLABORAÇÃO E COMPETÊNCIAS

Thiago Chaer
Jan 27, 2017 · 2 min read
Image for post
Image for post
Créditos: InfoGeekie

ESPECIALISTA EM GESTÃO E EMPREENDEDORISMO EDUCACIONAL, THIAGO CHAER ACREDITA QUE O MODELO DE ENSINO TRADICIONAL DEVE SE ADAPTAR PARA CRIAR JOVENS EMPREENDEDORES. ELE DESTACA A MULTIDISCIPLINARIDADE, A COLABORAÇÃO E AS COMPETÊNCIAS SOCIOEMOCIONAIS COMO O CAMINHO PARA INOVAÇÃO:

Dos mais novos aos adultos, mas sobretudo os adolescentes, nossos alunos têm um olhar muito peculiar sobre o mundo deles — sobre o mundo dos outros, onde estão pais, professores, instituições de ensino e a sociedade como um todo.

Este admirável mundo novo que todos procuram comprova que não se pode viver isoladamente; ainda que cada um tenha as suas próprias habilidades (sejam elas cognitivas, interpessoais ou intrapessoais) e determinadas aptidões mais afloradas, um ambiente excludente inviabiliza possibilidades de ensinar, aprender e empreender. O jovem que faz seu caminho para o mundo adulto também aprende a necessidade do coletivo.

A ESCOLA QUE ESTIMULA — OU IMPEDE — O EMPREENDEDORISMO

A complementaridade, afinal, deve fazer parte da educação para que o aprendizado seja global. Ensinar empreendedorismo requer juntar múltiplos saberes dentro de um propósito coletivo. Assim, se aprende a conhecer, a fazer, a ser e a conviver… As famosas competências socioemocionais.

Do contrário, impedir a integração colaborativa e coletiva é perpetuar o hiato entre a sala de aula e a “lado de fora”. Compartimentar, categorizar, dividir grupos e temas como se, na realidade, elas não se relacionassem, afasta ainda mais nossos alunos não apenas da escola, mas da possibilidade de empreender durante a vida.

A tecnologia já está inserida nos mais diversos ambientes sociais, dentro e fora da escola. Basta pensar na sua rotina (que provavelmente envolve celulares, computadores, caixas eletrônicos e compras online) para perceber que não temos como voltar. Porém, do ponto de vista humano, é possível avançar. Evoluir em prol de uma sociedade melhor, para um mundo realmente admirável, com uma nova escola, uma nova economia, uma nova educação — e a tecnologia como forma de apoiar e ampliar as ações humanas.

A reunião de múltiplas habilidades e competências não seria um caminho para aprender e ensinar os novos modelos de empreendedorismo? Não seria o professor uma pessoa capacitada para cocriar caminhos de integração entre o real e o virtual, o emocional e o racional, a criatividade e a inovação?

Esse é um caminho possível se nos desapegarmos da ideia de um modelo único de ensino e permitirmos que pais, professores e gestores escolares elaborem, em parceria, abordagens para uma aprendizagem personalizada, onde diferentes competências e habilidades, de fato, se complementam, se apoiam e se aprimoram reciprocamente. Talvez, na intersecção entre métodos, tecnologias, habilidades, competências e experiências, resida a oportunidade de estabelecermos um modelo educacional adaptativo, flexível para se moldar às diferentes necessidades de nossos estudantes.

Mais de Thiago Chaer: Empreendedorismo Educacional: Só escolarizar não é o suficiente

Artigo originalmente criado e publicado para a InfoGeekie:http://info.geekie.com.br/educacao-para-empreendedorismo/

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch

Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore

Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store