Taste the Feeling

Estamos indo para o último, mas não o menos importante, pilar da “Mão de um Atendimento” — o Tato. Ou como o Coreixas gosta de chamar: o Feeling.

Quando eu falo que o Atendimento tem que ter Tato, não é para você sair apalpando sua equipe, cliente ou o briefing não. O Tato serve para você sentir a relação com o seu cliente e sua equipe. Em cada momento você precisa sentir como as pessoas estão para conseguir fazer aquilo que você quer (passar o job, aprovar campanha e etc).Primeiro vamos falar sobre o cliente. Uma má notícia para você: o cliente não vai aprovar todas as peças/campanhas da sua agencia. Mas não se preocupe, as mais importantes você vai conseguir. Deixa eu te explicar, você precisa saber quais lutas irá travar. É realmente importante se desgastar bastante por causa de uma peça da promoção que vai ser veiculado só no Fim de Semana? Ou você não acha melhor brigar com unhas e dentes pela nova campanha institucional?

O Feeling gira em torno disso. De sentir quais momentos são importantes você defender ao máximo uma ideia que você acredita. Eu não quero dizer que você não deva lutar pelas suas peças, é seu trabalho defende-las. Mas como eu disse ali em cima, você não vai ganhar todas as batalhas e de vez em quando é melhor você aceitar e fazer o que o cliente quer para não desgastar a sua relação com ele. Isso pode parecer “fraco”, mas acredite: nenhum cliente vai querer uma agencia que fique discutindo com ele por toda e qualquer peça.

O Feeling relacionado à sua equipe anda bem próximo do que expliquei em Empatia, mas ele vai um pouco além. É importante você saber como passar um feedback, como passar o novo briefing. Você não pode sair jogando palavras de qualquer maneira. Sente com sua equipe, conversa com eles antes de iniciar o Job. Sinta como está o ambiente e como você vai passar essa informação. E assim como falei em Empatia, você tem que mantê-los sempre motivados. E quem vai te dizer como isso tudo funciona é o Feeling. Ele vai te mostrar como se relacionar com sua equipe.

Para terminar, o Feeling é algo que pode acabar despercebido no dia a dia em meio a tanta correria. Mas acredite, uma vez que você começa a utiliza-lo, ele se tornará automático e você não vai nem perceber.

Espero que vocês tenham gostado da “A Mão de um Atendimento”. E se quiserem saber sobre esses e outros assuntos relacionados à Atendimento, sintam-se em casa ;)

Muito obrigado pela leitura
Aguardo o seu feedback ;)
Beijos,
Thiago Graber