Resumo de uma nova caminhada

“Sou apenas um sonhador
Que hoje está procurando o caminho
Sou apenas um sonhador
Sonhando minha vida”

Sempre fui sonhador, e olhando para trás vejo que vivi muito mais sonhos do que a realidade. Acreditei que as coisas aconteceriam em minha vida de uma forma muito mais fácil e rápida do que realmente foram e tem sido.

Fazendo uma análise rápida da minha vida vejo que comecei a gostar de tecnologia muito cedo — e rápido. Só que não tão cedo identifiquei o que realmente curtia. Com 9 ou 10 anos de idade aprendi a mexer com softwares gráficos assistindo meu pai ter aula com um professor particular. Com 11 eu já trabalhava em gráfica como arte-finalista e dos meus 12 aos 23 eu tinha plena convicção que era um Bom Designer (#sqn)!

… PÃÃÃÃÃNNNN
Fude*******!! Deu tela azul na minha vida profissional!!!

Então de um dia para o outro percebi que toda minha visão sobre “@thiagokpelo, o profissional”, já não era mais a realidade. Eu realmente não era um bom designer como eu imaginava, tinha deficiências técnicas e me faltava aquele perfil criativo para o grande diferencial, um toque, da sutileza ao olhar sensível de quem tem dom e gosta do que faz.

Só que foi através de uma agência de publicidade (Sim, eu era um dos designers!!!) que descobri o que me fazia viver a minha realidade profissional mas sem parar de sonhar.

Era ela, a programação, os códigos, letrinhas malucas (como diz minha mãe)
Êtaaa..quanta letrinha malucaaa!!! =)

E foi o T.I que me trouxe de volta a “VIDA”. A partir do meu primeiro “Hello World!” enxerguei meu “eu profissional” com outros olhos. Trouxe de volta meus objetivos antigos: estudar, aprender, evoluir e ensinar.

Desde então venho construindo minha carreira de Desenvolvedor Front-end. Por 5 anos fiz cursos para me aperfeiçoar, tutoriais, vídeos no youtube, segui os mestres da área e vou te dizer, aprendi MUITO.

HTML5, CSS3 e JS

E não só isso, aprendi muito com negativas também, cada NÃO que eu recebi em uma oportunidade não me fez abaixar a cabeça, ao contrário, me fez reavaliar meus defeitos e melhorá-los, mas por nenhum minuto passou na minha cabeça:

“Será que isso é pra mim?” — @thiagokpelo

Eu sabia a cada novo código que eu nasci para aquilo. Bem feito, mal feito, com defeitos, com qualidades. É o que eu sei fazer. É o que gosto de fazer.

E mesmo que em alguns momentos eu tenha perdido o senso de direção na caminhada, tenho tido mais acertos do que erros, e hoje posso dizer para quem esta iniciando um novo ciclo em sua vida:

Nunca é tarde demais! =)

E aqui é só o começo da minha jornada, ainda tenho objetivos maiores, vamos em busca…

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.