“Qual é a sua?”

Para quem está perdido, responder essa pergunta é muito difícil. Seu professor soube que ele havia se perdido, por isso não esperava uma resposta imediata. Como não quis atrapalhar o professor, afastou-se da porta da sala de aula com o aperto de mãos e um sorriso.

“Que mundo é esse que ninguém entende o sonho”

— O Chorão quis dizer o que ao cantar isso? — ele questionou. Se passara dois anos daquele encontro com o seu professor de faculdade. — Qual era o meu mundo de sonho e por que o deixei? — perguntou-se.

O menino que queria mudar o mundo

Ele sonhava em mudar o mundo. — Eu sonhava em mudar o mundo de alguma maneira. E me perdi quando aceitei que é impossível mudar o mundo. Aceitei as pessoas dizendo isso para mim. E eu já tive provas de que é possível mudar o mundo em minha volta. Quando eu orava e as pessoas deixavam de sentir dor, isso é uma prova de que eu posso mudar o mundo — .

A culpa

— Preciso me livrar da culpa de ter me perdido — .