Os discos e as músicas de 2015

Não escutei um disco nascido em 2015 mais impactante do que “To Pimp a Butterfly”, do Kendrick Lamar. Em meio a bases de soul, jazz e eletrônica, Lamar fala de assuntos como racismo, insegurança, mostra-se autoconfiante e, também, esperançoso.

Guardadas as proporções, é mais ou menos o que temos em “Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos e Lições de Casa”, do paulistano Emicida. Não acho que seja um disco perfeito (as aproximações com a MPB não deram muito certo), mas poucos no Brasil têm, hoje, discurso tão afiado.

Foi um ano com boas surpresas, como Courtney Barnett, Sara Não Tem Nome, Kamasi Washington, Vince Staples, SeixlacK, de álbuns fortes e doces, como “Carrie & Lowell”, de álbuns fortes e ácidos, como “Fortaleza”, além de discos que ultradimensionais, como “Elaenia”, “In Colour”, “Manual, ou Guia Livre de Dissolução dos Sonhos”.

Discos internacionais
1- “To Pimp a Butterfly” — Kendrick Lamar
2- “Carrie & Lowell” — Sufjan Stevens
3- “Elaenia” — Floating Points
4- “In Colour” — Jamie xx
5- “Wildheart” — Miguel
6- “Currents” — Tame Impala
7- “DS 2” — Future
8- “Sometimes I Sit and Think, and Sometimes I Just Sit” — Courtney Barnett
9- “The Epic” — Kamasi Washington
10- “Summertime ‘06” — Vince Staples

Discos nacionais
1- “Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos e Lições de Casa” — Emicida
2- “Fortaleza” — Cidadão Instigado
3- “Manual, ou Guia Livre de Dissolução dos Sonhos” — Boogarins
4- “Rá!” — Rodrigo Ogi
5- “Vulto” — SeixlacK
6- “Giant Flea” — Aldo the Band
7- “Terceira Terra” — Supercordas
8- “Ômega III” — Sara Não Tem Nome
9- “#1” — Jaloo
10- “Trovões a Me Atingir” — Jair Naves

Músicas internacionais
1- “Hotline Bling” — Drake
2- “XTC” — DJ Koze
3- “Shutdown” — Skepta
4- “Alright” — Kendrick Lamar
5- “Here” — Alessia Cara
6- “Flesh Without Blood” — Grimes
7- “Fourth of July” — Sufjan Stevens
8- “I Can Never Be Myself When You’re Around” — Chromatics
9- “Cel U Lar Device” — Erikah Badu
10- “Dope Cloud” — Protomartyr

Músicas nacionais
1- “Chapa” — Emicida
2- “6000 Dias” — Boogarins
3- “Aquele 1%” — Marcos & Belutti e Wesley Safadão
4- “Vou Parar de Beber” — André Whoong
5- Sobre o Amor e Pedras” — Supercordas
6- “Alto Zé do Pinho — Instituto
7- “What Brings Me Down” — The Outs
8- “Bang” — Anitta
9- “Queda Livre” — Sara Não Tem Nome”
10- “Eu Vim Passear “— Dingo Bells