Filipe Melâncton: Muito além de um fiel escudeiro

Estátua de Melâncton que fica na praça do mercado de Wittemberg.

Melâncton é associado a Lutero. De fato, é uma associação natural, já que ele foi um dos principais braços do reformador mais famoso. Podemos dizer que Melâncton foi um fiel escudeiro de Martinho, sendo um amigo para todas as horas e um cooperador dos mais competentes dos ideais da Reforma Protestante. Mas, sem dúvida, ele foi muito mais do que isso e o objetivo deste pequeno texto é exaltar a grandeza deste homem notável.

Nascido em 16 de Fevereiro de 1497, na pequena cidade de Bretten, destacou-se já na infância pela sua facilidade de lidar com idiomas estrangeiros. Aos 11 anos o menino prodígio dominava o latim e o grego. Seu nome de batismo era Filipe Schwartzerd, mas um tio-avô traduziu seu sobrenome para o grego, o que caracterizava uma honraria pelo seu conhecimento. Terra Negra é o significado deste sobrenome, e Melanchton (Melâncton) foi a alcunha que o fez entrar para a História.

Próximo de completar 17 anos de idade, ele recebeu seu grau de mestre em Artes Liberais. Tornou-se professor de grego na Universidade de Wittemberg em 1518, um ano após Lutero ter publicado as 95 Teses. A cidade “pegava fogo” por conta dos escritos luteranos, e em meio a este turbilhão, Melâncton se destacava na vida acadêmica e ficou amigo do famoso reformador, chegando a abraçar a Reforma e se envolver na sua disseminação.

Em 1519, obteve seu grau de Bacharel em Bíblia, passando a ser professor de teologia, sem nunca ter deixado de ensinar filosofia no curso de artes liberais, logo, era professor de retórica, dialética, exegese e dogmática. Em 1520, casou-se com a filha do prefeito da cidade, Katharine Krapp. Três anos após seu casamento, Melâncton, com seu conhecimento, prestígio e influência política, torna-se então o reitor da Universidade de Wittemberg. Ele tinha apenas 26 anos de idade quando isto se deu. Sua pedagogia lhe rendeu fama em todo Sacro Império, fazendo de Wittemberg a principal universidade europeia de seu tempo.

Lutero reconhecia que seu amigo era muito superior a ele em ralação ao grego, por isso mesmo fez de Melâncton o seu grande cooperador na tradução dos originais da Bíblia para o idioma alemão. Além desta preciosa contribuição, Melâncton foi o responsável pela elaboração da Confissão de Augsburgo, o que se tornara o principal documento confessional da Reforma até então. Ela foi assinada por sete príncipes e por representantes de duas cidades livres, sendo apresentada formalmente ao imperador Carlos V no dia 15 de Junho de 1530.

Filipe Melâncton é considerado o criador do Sistema Educacional da Igreja Alemã. Ele reorganizou todo o ensino de seu país. As autoridades municipais lhe pediam orientações sobre a criação e a condução de escolas. Ele escreveu normas escolares, organizou os currículos dos cursos e nomeou a maioria dos instrutores das primeiras escolas surgidas após a Reforma. Por isso, o título de Educador da Alemanha, pelo qual até hoje é conhecido, foi lhe dado por seus contemporâneos. Ele enxergava a educação como uma dádiva divina, ao ponto de considerar o desprezo por ela uma forma de desprezar ao próprio Deus.

Melâncton foi um profícuo escritor, até hoje, mais de 9 mil cartas escritas por ele continuam conservadas. Baixinho, com apenas 1,50 de altura, raquítico e com um certo defeito de fala, viu na escrita uma oportunidade de se fazer ouvido. Talvez seus atributos físicos, postos ao lado da personalidade arrebatadora de Martinho Lutero, lhe tenham custado ficar a sombra do mais famoso reformador. Mas, o educador da Alemanha era tão genial quanto seu amigo “bocudo” . E este foi o porta voz da igreja luterana quando Martinho vem a falecer. Reconhecer a importância de Melâncton para a Reforma Protestante é fazer justiça com a própria história deste evento que moldou todo o ocidente. Ele faleceu em 19 de Abril de 1560, sendo enterrado ao lado de seu grande amigo, na igreja do castelo de Wittemberg. Linguista, Tradutor, Pedagogo, Educador e Reformador, Melâncton foi gigante — transcendendo sua baixa estatura física, havia a sua estatura intelectual privilégiada.