Afinal, porque gostamos do anti-herói?

Jesus, Superman, Batman e Pedro

Depois que vi Batman Vs. Superman fiquei bem incomodado com uma coisa. Todos (me incluo nessa) gostaram do Batman, acharam o Ben Affleck bad-ass no papel, e de certa maneira, ficou mesmo. E o Superman, ah o Superman, ainda fica com aquela imagem de sofrência, cara de choro, tentando ser o perfeitão — incentivado por sua mãe, diga-se de passagem.

Essa semana saiu o novo trailer do Liga da Justiça que estreia esse ano ainda e fomos apresentados aos personagem que irão defender a humanidade, Batman volta como articulador com os novos heróis, Mulher Maravilha, Ciborgue, Flash e Aquaman. Destaque para Flash que podemos ver que funcionará como um alívio cômico e o Aquaman como outro bad-ass da tchurma. Mas o que ninguém sentiu falta foi do Superman.

Aquaman, que homão da p*#$%@!

Superman morreu de forma sacrificial com muitas referências crísticas no final do seu segundo filme. Desde seu corpo ser retirado por 2 mulheres — representando Maria e Maria Madalena e sua estréia próximo da páscoa. 
A relação do Superman com Jesus não é novidade para ninguém e é assim que David Goyer, roteirista do Homem de Aço (2013) conta:

“A relação entre Jesus Cristo e Superman não foi inventada por nós. Existe desde a criação do personagem. Mas é uma dessas coisas que desapareceram nas últimas décadas… eu achei que deveríamos voltar a falar dessa mitologia e da importância desse personagem e sua relevância para o momento"

Mas porque cargas d'aguas acabamos não gostando do Kal-El? E porque amamos os personagens mais bad-ass? Mas a resposta é simples, Superman (assim como Cristo) não nos representa!
Calma, calma, pode parecer até uma blasfêmia, mas se pararmos para pensar é por ai mesmo.

Superman acaba representando a Jesus, Cristo, Deus vivo, o Verbo que se fez carne, puro de pecado, sacrificou Sua vida por nós! Ok?! Ok, incontestável, mesmo que Clark Kent tenha pecados e não seja perfeito, sua representação enquanto personagem é essa.

Batman (e vário outros personagens) são os anti-heróis, falhos, cabeça quente, até buscam o bem, mas já fizeram muitas besteiras, não se orgulham do que fazer da maneira que fazem, apenas fazem! Batman e toda essa escola de heróis tá mais pra Pedro, e esse sim nós representa! Sabe porque? Porque somos pecadores e sabemos muito bem disso.

Pedro foi apóstolo, amigo de Jesus a quem ele confiou sua igreja, mas Pedro era sangue quente, tangenciava a inconsequência, era o cara que cortava orelha de soldado que tentava prender seu mestre, o cara que negou a Jesus. Somos falhos e sabemos disso, temos medo de em uma situação extrema negar a Jesus ou fazer algo inconsequente também, nisso, nós nos identificamos mais como Pedro do que com Jesus.

Assistindo Batman Vs. Superman e ao trailer do Liga da Justiça, vemos um bando de heróis distorcidos, com pontos morais questionáveis e cheios de defeitos e sarcasmos, e AMAMOS ISSO, achamos maravilhoso. Essa imagem compra a gente, porque nós nos vemos ali.

Não me incomodo com a construção do Superman como personagem com referenciais cristãos, acho inclusive evangelístico. Mas acredito que podemos extrair mais sentidos e aplicações para nossas vidas nos anti-heróis e porque nos identificamos tanto com eles.