Naqueles dias

Quando você está naqueles dias 
O calor na volta do mercado realmente te faz transpirar 
As hastes das sacolas de compras em suas mãos suadas pesam quase ao ponto de rasgar 
Naqueles dias aquele quadro horrível que ganhou de presente de alguém "adorável" e teve que pendurar na parede da sala 
Parece debochar de sua educação forçada

Quando você está naqueles dias o absorvente incomoda na virilha 
Cada selfie que te marcam acentua o inchaço das glândulas mamárias 
Quando no último bombom da caixa o arrependimento decide apertar
Aquela sensação de insignificância já domina

Quando você está naqueles dias 
Dos cuidados com a beleza 
já nem faz conta 
Embora qualquer elogio oculte uma dose de inveja 
Todas as roupas parecem apertar

Qualquer filme de baixo orçamento te faz chorar
Qualquer inseto numa teia de aranha vira analogia de injustiça naqueles dias 
E a alegria alheia uma crítica atroz ao seu modo de vida
Porque cada manhã é um parto quando você está naqueles dias.