Se deu certo, bem

Se não deu certo, ótimo

Imagem: Unsplash

Ei, esse coração anda batendo preocupado, ? Relaxa. Aceita de boa que eu diga que, por vezes, é assim mesmo? Ok. Deixa eu mandar a real? Então, olha só: ainda vai doer um tanto, mas passa. Como tudo na vida. Com uma dose de tequila e tempo, tudo passa. É mesmo. Pode rir.

Alguém disse que das dores do mundo, a de amar, essa é uma das menores. E, garota.. é a mais pura verdade! Ainda vão existir outros amores, outras decepções pela tua caminhada. Nem precisa ir muito longe não. Essa não foi a tua última vez que entrastes nesse campo de batalha e saiu ferida. Não adianta tentar exterminar a qualquer custo os teus sentimentos. Não vai parar por aí.

Apesar do teu ego querer ouvir, vou mentir se eu disser que só existem maravilhas. Até quando a guerra está ganha ainda existe luta pra dar certo, existe batalha. Constante. Não sendo pessimista, bom? Longe de mim querer tirar as tuas esperanças de uma vida como imaginas. Você ainda terás o que esperas, mas não aguarda por água com açúcar não. As pessoas não são perfeitas. Elas erram. As histórias são mais verdadeiras do que se sonha e isso nem sempre é bom. Muitas vezes, doi, machuca, derruba, rala os joelhos. Haverá quem te magoe, quem te faça sentir a pior pessoa do mundo, quem não vai querer arriscar assumir teu amor em praça pública, quem tentará te aprisionar a horizontes limitados e mais um bocado de farsantes que dirão sentir, mas que pouco ou nada sentem. Não se permita a isso.

E é com essas palavras duras jogadas no ventilador que se olha a vida daqui pra frente, entendeu? Pra não ter mais que sujeitar a nada assim. Pra não acreditar que é normal estar no fundo do poço onde as lágrimas se misturam àquela água parada ali. Aprende. Dá a volta por cima. Você consegue. Tira proveito da situação que te fez chorar. Aprende a nadar. Escala o poço. Volta à vida. Tira proveito dessas histórias que foram pra olhar com atenção pra o que virá, o futuro, quando outras surgirem novamente prometendo mundos e fundos. Desconfia um pouco do que é fácil. Se deixa desconfiar daquele encantamento inicial no relacionamento que cega coisinhas que eram ditas e tratadas como banais e que se engrandecem de forma insustentável que culminam na dor que te corroi hoje.

Tem hora que é perda, que é dor, colocar pra rua o que parecia ser felicidade. Nem sempre se percebe fácil. Mas é sempre vitória, ganho, quando se liberta do hábito de abraçar​ o que não faz bem. Leva tempo, empenho. Desenvolvimento de autoconhecimento. Percepção. Energia. Suor de uma força que se faz ao olhar pra si e pesar na balança pra encontrar um jeito de aceitar, como diz naquela música, que se deu certo , bem, se não deu certo, ótimo. Vida que segue. Sorria, meu bem. Sorria que as coisas mais belas habitam na tua essência.