#JuntosMudamosOMundo

Alguns de vocês me conheceram esse ano, já outros sou amigo há muito tempo, sendo assim não são todos que sabem a minha história antes do InvesteApp. Só para resumir, em setembro do ano passado desfiz uma sociedade onde tomei um bom prejuízo, e até hoje não tive o retorno de todo o tempo e dinheiro investidos durante 3 anos nas empresas.
 
Nessa mesma época do ano, estava desesperado por dinheiro, pois o que tinha na conta corrente não daria para chegar no Natal, também estava super animado com o InvesteApp e com o potencial transformador ele teria. O dinheiro eu consegui emprestado com dois amigos e logo tive a tranquilidade suprindo a necessidade básica da minha família e conseguindo focar em empreender.
 
Mas quem já chegou no fundo do poço uma vez sabe muito bem o que fazer. Diante desse cenário comecei a me inscrever em todos os Hackathons e Startup Weekends possíveis, para ter novas ideias e conhecer novas pessoas. A ideia veio fora do evento (o InvesteApp nasceu em um bar). Existe uma intensidade na energia desses finais de semana que é incrível, e quem participa de um raramente não quer deixar de ir em outro, por isso não consegui parar de participar desses eventos.

Você deve participar de um evento desses em 2017.

Este ano devo ter participado de aproximadamente 20 eventos, que abordaram todos os temas possíveis e imagináveis, e o que percebi é que empreender virou modinha
 
Empresas empreendem para se passar por inovadoras.
 
Participantes empreendem para se passar por inovadores. 
 
Tambem percebi que: 
1. Ganhar hackathon não paga imposto. 
2. Ganhar hackathon não é nada inovador. 
3. Ganhar hackathon não muda o mundo.

 
Este ano aconteceram também duas coisas que mudaram minha vida, inscrevi o InvesteApp em alguns processos de aceleração. Passamos em alguns. Desses chegamos a fazer o famoso wizard.exe da Ace (Aceleratech) e o processo total de aceleração da Oxigênio. O que aprendemos nesses últimos meses foi algo incrível, um conhecimento rico que todas as pessoas do mundo deveriam ter acesso.
 
É um misto de teoria com a prática, troca de experiência de vida, network e muitas outras coisas que é impossível de quantificar e qualificar. São experiências que mudam uma vida, são experiências mudam o mundo.
 
Levando tudo isso em consideração e vendo que a modinha de empreender cada vez mais tem trazido empresas e pessoas despreparadas para o ecossistema, tive um toró de ideias no meio de um evento que participei. Porque não posso preparar essas pessoas com o conteúdo que aprendi nos processos de aceleração? Porque não posso fazer um evento foda que faria subir o nível de todos os eventos e ajudar o ecossistema?
 
Foi assim que surgiu o Hack n’ Rock: um misto de plataforma EAD, Gamefication, Hackathon, show de rock, aceleração, investimento e muita loucura da minha cabeça.

A primeira coisa que faço quando tenho uma ideia dessas é contar para alguém para validar, e ver se estou sendo um louco normalzinho ou se contagio a pessoa com a minha loucura. Acreditem o que um louco consciente mais odeia nesse mundo é ser tratado como uma pessoa normalzinha, #ahvácagá!
 
O resultado desse bate papo: diversas validações, um time de loucos recrutado e a ideia vendida para alguns investidores e sócios.
 
O que é o Hack n’ Rock?
É uma startup focada em desenvolver o conhecimento de pessoas utilizando-se de um portal multiplataforma e experiências incríveis.
 
Colocaremos no portal todo o conteúdo das mentorias dadas nas aceleradoras para poder qualificar cada vez mais as pessoas no desenvolvimento dos seus projetos.

O participante deve somar pontos, e cada curso que é concluído soma. Também é possível ganhar pontos fazendo algumas tarefas especiais como convidar alguém para a plataforma ou conseguir montar um time. Juntando os pontos necessários é possível se inscrever para o hackathon, o evento para colocar as ideias e a empresa em prática.
 
O hackathon é um evento que começa às 19h da sexta e termina as 19h do domingo. Participarão 20 equipes, que poderão ter de três a sete participantes. Eles viverão uma jornada de validação de ideia, desenvolvimento de design e código em 48 horas. Será feito um campeonato de pitch na tarde de domingo, e as 5 melhores equipes passam para a final.
 
A final será durante a semana seguinte ao evento, em um show de rock, onde todos os que fazem parte da plataforma EAD serão convidados. Também convidaremos investidores anjos de verdade, aceleradoras, empresas interessadas em realizar a inovação. Antes do show cada empresa finalista fará o pitch.

Se fazer elevator pitch em demo day é fácil. Quero ver em um show de rock and roll.

Qual é o prêmio do Hack n’ Rock?
O vencedor será premiado com US$ 50.000,00 por 5% da startup, mais aceleração por quatro meses no Hack n’ Rock, mais viagem internacional no final do programa para preparar a internacionalização da startup. A startup vencedora ficará sediada na Hack n’ Rock.
 
Só terá direito ao prêmio a equipe que em trinta dias estiver 100% dedicada ao projeto, e o pagamento será feito no CNPJ da startup que será aberto com suporte da aceleradora, ou seja, o vencedor do hackathon pode vencer, mas pode não levar o prêmio, afinal ser empreendedor no Brasil é viver o rock and roll diário, e temos gente que prefere a vida de CLT a empreender.
 
Como será a aceleração?
Partimos do princípio que os cursos de EAD prepara e qualifica previamente o time, e que aprenderão mais na prática que na teoria.
 
A aceleração será dividida em três fases. Primeiro faremos diversos brainstorms para desenvolvimento de um produto bonito e que pare de pé. Segundo começaremos a desenvolver as réguas de comunicação, para depois fazermos a aquisição dos clientes. Já com um pouco de tração buscaremos investimento de capital semente.
 
O Hack n’ Rock ajudará com mentorias, equipes de desenvolvimento, marketing e design. Também daremos suporte jurídico e contábil.

Lançaremos o Hack n’ Rock na #CPBR10.

O primeiro hackathon de 2017
Depois dessas informações te convido para participar do primeiro hackathon de 2017. Que faremos nos dias 20, 21 e 22 de janeiro
. Criaremos em um final de semana a plataforma para suportar o lançamento do Hack n’ Rock na #CPBR10 e também no início das aulas das faculdades. Pretendemos fechar fevereiro já com 100 mil inscritos na plataforma.
 
No dia 20 as 20h comeremos pizza, tomaremos energéticos e faremos brainstorms.
 
Os desenvolvedores vão para casa, e os designers virarão a madrugada de sexta para sábado para fazer as entregas. 
 
No dia 21 de tarde os desenvolvedores começam a chegar para preparar os ambientes de desenvolvimento e começar a dar vida as criações insanas dos designers.
 
No dia 22 de noite faremos um happy hour com muito TANG e paçoquinha para relaxar e comemorar a jornada.
 
Combinei com os investidores que reservaremos 10% de equity dividido por igual para todos que participarem desse hackathon para fazer o projeto parar de pé.
 
Precisamos de desenvolvedores web e mobile, growth hackers, designers e muito tesão de acreditar que é possível mudarmos o mundo de muita gente.
 
#BoraLáMudarOMundo? #Juntos!

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Tiago Bispo’s story.