The Nightmares Underneath + Veins of the Earth.

Olá jovens…

Pretendo a partir de hoje começar a produzir, aqui nesta plataforma, um diário de campanha sobre RPG.

Mas antes de iniciar as minhas descrições, gostaria de explicar quais foram as razões que me levaram a escolher esses dois livros e como irei usá-los.

Há um tempo tenho pensado no estilo de masmorras, dungeons, e como retirá-las daquela característica de Parques de Diversões, onde cada cômodo possui uma armadilha singular ou acontecimento aleatório, em algo mais orgânico, parecido com um acidente geológico ou uma caverna como a conhecemos! Outro ponto crucial, seria tornar a aridez, escuridão e sobrevivência em pontos centrais e a maneira como compreendo todo esse processo.

Logo de cara já conhecia o Veins of the Earth, mas sinceramente tinha uma certa dificuldade de adaptação de vários dos conceitos ou mecânicas propostas pelo autor. Normalmente o que fazia era pincelar conceitos do mesmo nos meus jogos.

Mas algo iria mudar consideravelmente! Conhecia há uns tempos atrás o The Nightmares Underneath e fiquei automaticamente encantado. O jogo mistura mecânicas de PbtA com conceitos mais inovadores de OSR, sem perder a classe e o charme. Mas ao ler e reler essa excelente obra, algo ficava matutando na minha cabeça. E se misturasse todos os elementos desse mundo turco antigo e o desespero de aprofundar nos pesadelos (nomes que as dungeons recebem nesse jogo) a escuridão e desespero de adentrar nas profundezas da terra?

E sim! Caros amigos! Essa será a minha missão! Convoquei um grupo de mestres +jogadores intrépidos e estamos juntos descobrindo os segredos e pesadelos que existem abaixo da cidade de Neth! Sempre trazendo esse crossover dos dois livros e testando e mesclando suas propostas e mecânicas. Usufruindo de algo tão comum na comunidade OSR mas que pessoalmente nunca havia tido a coragem de fazer.

Minha proposta será deixar cada um de vocês interados das minhas tentativas, acertos e erros, assim como o desenvolvimento da história.

Espero que juntamente a mim e Altair, um intrépido campeão, Lihla, uma avatar que não aceita seus destino e Zarifa, uma maga gananciosa, possamos adentrar os corredores mais profundos e insanos desta região desobedecendo as ordens do Sultão de não aprofundar nesses perigos ou quem sabe despertá-los!

Que a Lei, junto a sua sabedoria geométrica nos ajude a vencer essa nova missão!

Ma’a as-salaama!