Excesso de bagagem

Recentemente estava conversando com um amigo que trabalha numa área que necessita viajar muito, inclusive para o exterior. Conversa vai, conversa vem; começamos a falar sobre o que levar numa viagem. Ele então me contou que consegue saber quem viaja muito ou não pela bagagem.

Achei muito interessante.

Quando a pessoa não é acostumada a viajar e vai passar um final de semana na casa da mãe, ela leva três bolsas. Mas quando a pessoa viaja muito, mesmo que passará uma semana inteira fora, leva às vezes uma pequena bolsa. Conforme você vai se acostumando a viajar com maior frequência percebe quão cansativo é o excesso de bagagem e também como a maior parte dela é dispensável. Nos adiantamos para toda e qualquer hipótese e levamos conosco uma parte considerável de nosso roupeiro e entre outros pertences. Caso faça sol, caso faça chuva; caso saiamos para passear, caso saiamos pra uma reunião de negócios; é calçado aberto, fechado, esportivo, social; para toda (im)provável situação estaremos preparados. Mas ao voltar pra casa percebemos que 90% do que levamos nem usamos. Isso sem contar o cuidado que você deve ter com suas mileuma malas durante o embarque e desembarque.

Esses dias percebi o mesmo em nossa viagem pelo caminho da Graça. A Palavra nos diz que Jesus é o único caminho que nos leva à Deus e vejo como se torna mais difícil essa caminhada quando temos em nossos ombros bagagens desnecessárias. Hoje o que mais vejo dentro das igrejas são pessoas machucadas, cansadas, insaciadas. Pessoas sedentas por Deus, porém morrendo de sede e só quem já passou muita sede entende como é desesperador.

Eu decidi abrir mão de toda bagagem extra que estavam sobre meus ombros. Renunciei a todo e qualquer título. Sou representação exclusiva do Evangelho. Hoje sou um viajante nu e de pés descalços, orientado pelo caminho que percorro que é Cristo Jesus.

O convite está feito e foi feito por quem um dia já o convidou para beber da fonte que certamente você jamais sentiria sede novamente:

“Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve.” Mateus 11:28–30

Com amor, Tihh Gonçalves ©

*Publicado originalmente em Maio de 2014

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Tihh Gonçalves’s story.