Tempestades

Sobreviver às tempestades dos nossos dias não tem sido nada fácil. Acho que a crise econômica está aí e é quase impossível hoje alguém [aqui no Brasil] não ter sido alcançado por ela.

Acho que em meio aos nossos momentos de maior desespero buscamos a Deus para que intervenha em nosso favor. Imagino eu que essa seja uma reação natural de todos nós. Corremos pro colo do nosso Pai para que ele nos socorra. Buscamos seu consolo e sua providência.


Certa vez¹, Jesus e seus discípulos estavam atravessando um lago muito extenso. Jesus, então, aproveitou para dormir um pouco e durante a viagem enfrentaram uma grande tempestade que formou ondas tão grandes que o barco estava sendo inundado. Eles estavam correndo grande risco de vida. Os discípulos então ficaram desesperados e acordaram Jesus aos gritos — Jesus! Jesus! Acorde. Estamos enfrentando uma grande tempestade e vamos todos morrer! — . Jesus então se levantou, repreendeu o vento e a violência das águas. Tudo se acalmou e ficou tranquilo.

Então ele olhou para os discípulos e perguntou:

Por que você estão com tanto medo? Onde está a fé de vocês?

Dentre tantas lições que podemos tirar dessa história, umas das que eu mais gosto é a ideia de descansarmos no meio das tempestades. Jesus quer que tenhamos a fé de que ele está conosco no barco. Ele esperava dos seus discípulos mais do que o acordassem desesperados dizendo que iam todos morrer. Ele quer que saibamos que ele é o Senhor que controla toda e qualquer tempestade que estamos enfrentando. Ele quer que aprendamos a ter paz em meio as nossas tempestades. Enquanto os discípulos estavam desesperados, Jesus simplesmente dormia. Creio que seja exatamente isso que ele espera da nossa fé, que entendamos sua grandeza e sua soberania em toda situação. Crendo que nossa vida está rendida a ele, e desse modo ele sabe de todas as coisas [e inclusive do que é melhor pra nós], a tempestade pode até mesmo, muitas vezes, ser uma benção em nossas vidas.

Que consigamos descansar mesmo nos momentos mais difíceis.

Muito mais do que acalmar a tempestade, é saber vive em paz no meio dela.

Essa é minha oração.

Com amor, Tihh Gonçalves ©


¹ Mateus 8.23–27 | Marcos 4.35–41 | Lucas 8.22–25

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.