Chegando aos 40

Nem preciso dizer que escrever sobre os 40 anos é quase uma reclamação registrada em Cartório.

Pois bem, não tenho muito do que reclamar. A Vida tem me dado alguns presentes justamente por ter chego nesta idade. Jamais imaginei que nessa fase, teria encontrado alguém para testemunhar minha vida, que teria um filho maravilhoso e que não penso em hipótese alguma em voltar aos meus 24, 27, 32, 36 anos…

Estou feliz assim.

Estou feliz hoje.

Não posso negar que a idade cobra algumas coisas; como o corpo que não aguenta mais carregar o peso da realidade, das experiências que você quer e não que lembrar, das saídas, das baladas, das compras inúteis e fúteis.

Hoje vejo como fui imatura, mas quem não poderia ser.

Passei pelo que tive que passar, para ganhar o que tenho hoje.

Não me arrependo do que fiz e só repetiria se fosse extremamente necessário, se fosse salvar a vida de alguém que amo muito.

Não usei drogas. Não me prostitui.

Bebi, mas bebi muito mesmo. Bebi a ponto de hoje em dia meu corpo recusar qualquer tipo de bebida alcóolica…Um copo e ponto. Socialmente.

Chegar aos 40 com essa carga de lembranças é esquisito e ao mesmo tempo tentador. Me pergunto o que tem tanto par acontecer daqui pra frente…..?

Espero pode contar muito mais …

Espero ser bem mais interessante.

ps. Desculpem-me, mas é a minha primeira vez aqui.

Grata por terem lido mesmo assim. ;)

Like what you read? Give Titi .40 a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.