Biblioteca Nacional da França

Os 5 melhores livros que li até hoje

Início de ano todo mundo faz dezenas de metas e planos que normalmente são esquecidos antes mesmo de chegar em junho, como poupar dinheiro, começar academia e emagrecer 10 quilos,entrar naquele curso que você sempre quis, mas nunca teve tempo, viajar para aquela cidade que todos os seus amigos comentam e por aí vai. Comigo não foi diferente, em 2017 resolvi ler um livro por semana, totalizando 52. O ano ainda não acabou, não sei quando está lendo este texto, mas estou em Agosto. Ainda faltam cinco meses.

Vale lembrar que leitura é só uma parte bem pequena do aprendizado. O mais importante é como você está aplicando todo esse conhecimento teórico. Pretendo publicar um texto tratando sobre conhecimento teórico e prático.

A lista, como o título já diz, é quais são os melhores livros que li até hoje, não necessariamente são livros que lí em 2017. Mas por coincidência,todos são de 2017, mentira, não é coincidência não, é porque em 2017 é o ano que mais estou lendo e aprendendo a selecionar bons livros, pretendo escrever um texto sobre como escolher bons livros também.

Quero deixar bem claro que os livros não estão em ordem, onde o primeiro é o melhor e o último o pior.

Meditações, Marco Aurélio

Sem dúvida,é impossível não citar Meditações de Marco Aurélio nessa lista. Meu primeiro contato com o estoicismo se deu através de Ryan Holliday, autor de O obstáculo é o caminho.Esse cara merece um texto aqui. Vale a pena investir um tempo e pesquisar sobre ele.

Marco Aurélio ensina que o ideal a ser buscado não é somente a felicidade, mas principalmente a tranquilidade e o domínio das paixões, que se obtêm pela harmonia com a natureza e a aceitação de suas leis.

Marco Aurélio não teve intenção em escrever um livro,era apenas um diário onde registrava suas reflexões sobre a vida. É exatamente por isso que, na minha visão, o livro é fantástico. Você, leitor, irá desfrutar dos conselhos sobre a vida de um dos maiores imperadores do mundo. É praticamente uma mentoria sobre disciplina, produtividade e relação humana. Já li em dezenas de blogs que Meditações de Marco Aurélio é livro de cabeceira de vários estrategistas de sucesso.

Como fazer amigos e influenciar pessoas, Dale Carnegie

Dale Carnegie é conhecido mundialmente. Todos já se depararam com seu principal livro, Como fazer amigos e influenciar pessoas. Porém, a grande maioria das pessoas o ignoram por parecer um livro bobinho.

Certa vez estava conversando com um colega, durante o intervalo de uma das minhas aulas, sobre quais foram os melhores livros que já li. Obviamente, citei Dale Carnegie e seu livro mais famoso. Me lembro perfeitamente o jeito estranho que ele me olhou. Provavelmente pensou que esse livro não é para ele, como a maioria pensa, já que tem amigos e não é aquela figura estereotipada de um jovem que anda sozinho e não conversa com ninguém. Mas o objetivo do livro tá longe de ser esse.

Dale Carnegie é mais respeitado no mundo corporativo, pessoas que não fazem parte desse grupo tendem a enxergar seus livros como sendo bobinhos. Além disso, hoje é bem difícil alguém ler um livro de autoajuda e não ser criticado. Irei fazer um texto sobre livros de autoajuda e desenvolvimento pessoal, aguardem.

Dale Carnegie dividiu o livro em 4 partes. A primeira ele promete ensinar técnicas fundamentais para lidar com as pessoas. A segunda fornece seis maneiras de fazer as pessoas gostarem de você. A terceira dá dicas de como conquistar as pessoas a pensarem do seu modo e a quarta e última parte, o foco principal é liderança.

Não pense que é um livro bobinho sobre dicas e mais dicas de persuasão. Hoje tem muito disso na internet. Dale fez um estudo detalhado com as pessoas mais influentes de sua época, como por exemplo, Abraham Lincoln e Andrew Carnegie, Rei do Aço. Considero um estudo sobre o comportamento humano.

Já li e assiste várias entrevistas em que Warren Buffett fala sobre Dale Carnegie. Buffett revelou em uma entrevista que lê todos os anos a principal obra de Carnegie. Se um dos homens mais ricos do mundo recomenda essa leitura, é interessante investir um tempo nesse livro. Te garanto que vai valer cada segundo.

Maestria, Robert Greene

Robert Greene, um dos meus autores favoritos, é odiado por muita gente. Se você já leu O príncipe de Maquiavel ou A arte da sabedoria mundana de Baltasar Gracián ou pelo menos sabe do que se trata essas obras, irá encontrar muitos pontos em comum.

Conheci Robert Greene através de Ryan Holiday, autor de Acredite, Estou Mentindo. Ryan Holiday diz ser seu discípulo. Eles compartilham de um método para extrair o máximo de um livro. Irei fazer um texto explicando esse método. É engraçado,começo a escrever um texto e aparece dezenas de outros textos para escrever.

Maestria sem dúvida é um dos melhores livros que li até hoje. Robert Greene faz um estudo de caso de como grandes líderes, estrategistas,inventores, cientistas e artistas alcançaram a maestria. Dentre os mestres citados está Leonardo da Vinci, Thomas Edison, Charles Darwin, Albert Einstein e Faraday.

Através de vários estudos de caso, Robert Greene percebeu alguns padrões e são esses padrões que ele discute em todo o seu livro. Basicamente o livro é dividido em seis partes.

I — Descubra sua vocação : sua missão de vida

II — Submeta — se à realidade : A aprendizagem ideial

III — Incorpore o poder do Mestre : A dinâmica do mentor

IV — Veja as pessoas como realmente são : Inteligência emocional

V — Desperte a mente dimensional : A fase criativa — ativa

VI — Combine o intuitivo com o racional : Maestria

O que mais me atrai nos livros de Robert Greene é a apresentação que ele faz sobre diversos outros temas que não são exatamente discutidos no seu livro e as citações apresentadas durante toda a obra. Dessa forma, além de entender as ideias principais de seus livros, você é apresentado à vários poetas, romancistas, filósofos, intelectuais que você nunca nem ouviu falar. Esse é um dos motivos principais por gostar tanto do Robert Greene. Bons livros devem despertar o entusiasmo para continuar lendo outras obras.

A miséria que oprime não decorre de sua profissão, mas de você mesmo ! Quem no mundo não acharia sua situação intolerável se escolhesse um ofício, uma arte, aliás, qualquer estilo de vida, sem experimentar um chamamento interior ? Quem quer que nasça com um talento, ou para um talento, certamente o considerará a mais agradável das ocupações ! Tudo na Terra tem seu lado difícil. Só algum impulso interior — o prazer, o amor — pode nos ajudar a superar os obstáculos, a desbravar o caminho e a nos erguer acima do círculo estreito em que outros arrastam suas existências angustiadas e miseráveis! — Johann Wolfgang Von Goethe

Cisne Negro, Nassim Nicholas Taleb

Conheci Nassim Nicholas Taleb por recomendação do Google.Conselho que te dou, confie nas recomendações do Google, ele sabe o que você gosta. Santo algoritmo. Hoje é super normal começar um trabalho de pesquisas na internet e acabar assistindo vídeos de como dar um mortal pra frente. Comigo,obviamente, não seria diferente,estava pesquisando sobre o matemático Benoît Mandelbrot e acabei encontrando Taleb. Melhor coisa que aconteceu. Leve esse “melhor” a sério. Taleb me influenciou bastante para começar minha graduação em estatística.

Um Cisne Negro é um evento com três características elementares: é imprevisível, ocasiona resultados impactantes e, após sua ocorrência, inventamos um meio de torná-lo menos aleatório e mais explicável. O sucesso surpreendente do Google foi um Cisne Negro, assim como o 11 de setembro. Para Nassim Nicholas Taleb, os Cisnes Negros são a base de quase tudo que acontece no mundo, da ascensão das religiões à nossa vida pessoal.

Confesso que ainda preciso ler muitas vezes esse livro para extrair o máximo dos ensinamentos de Taleb. Assim como Robert Greene, os livros de Taleb te apresentam diversos outros assuntos além do foco principal. Conheci o escritor argentino Jorge Luis Borges, conhecido apenas como Borges através de Taleb. Esse é só um exemplo. Taleb além de matemático e estatístico, se dedica à filosofia, história e línguas mortas.

Quando converso com algum amigo e recomendo o livro Cisne Negro e conto que o autor é um matemático, muitos desanimam da leitura. Mas não é um livro cheio de equações matemáticas e coisas chatas que você não gostava na escola quando estudava matemática.

Recomendo a leitura independente da sua área de atuação, até porque os Cisnes Negros podem acontecer em qualquer área.Mas em geral, a galerinha da área de business conhece mais os trabalhos de Nassim Nicholas Taleb.

A Única Coisa, Gary Keller e Jay Papasan

Steve Jobs já dizia, “ foco é saber dizer não “. Não é coincidência que Jobs considerava A Única Coisa como um de seus livros favoritos. Se você fazer uma pesquisa rápida no Google sobre quais eram os livros favoritos de Steve Jobs irá encontrar esse na lista. Na biografia de Walter Isaacson ele também comenta. Não é preciso fazer uma análise profunda sobre a vida de Jobs, nem é necessário ler sua biografia para perceber o poder de foco que ele detinha.

É um livro pequeno, dependendo do seu ritmo de leitura consegue acabar em três dias, ou menos. São apenas 200 páginas. Como já era de se esperar, o autor vai direto ao ponto, tem foco no que escreve. Não fica enrolando. Por conta disso, é um insight atrás do outro. Sou um leitor que ainda prefere ler livros físicos, não consegui migrar para o digital, já que tenho o hábito de fazer marcações e escrever algumas ideias no próprio livro. Um dos meus parâmetros para saber se um livro vale a pena é o número de marcações por páginas. Acredite. Não achei nenhuma página que não marquei alguma coisa.

Curly: Sabe qual é o segredo da vida ?
Mitch: Não. Qual é ?
Curly: Isto. [ Ele mostra um dedo ]
Mitch: Seu dedo ?
Curly: Uma coisa. Uma única coisa. Concentre-se nisso, e o resto não vale mais nada.
Mitch: Que ótimo, mas que “única coisa” é essa ?
Curly: Isso é o que você precisa descobrir.

[cena do filme amigos, sempre amigos, de 1991]

O livro é dividido em três partes.A primeira o autor discute as mentiras que são faladas por aí sobre produtividade, um exemplo é quando dizem que é preciso ter uma vida equilibrada, uma vida disciplinada e que tudo importa igualmente. Após dizer quais são as mentiras, a segunda parte ele diz quais são as verdades. É quando ele explica a questão do foco e o hábito do sucesso. A terceira e última parte é sobre como alcançar os resultados extraordinários focando em uma única coisa.


Todos os cinco livros citados aqui tiveram uma importância na minha vida, são livros que irei ler várias vezes. Se você conhece algum dos livros, comente qual o impacto que ele causou em sua vida. Agora se você não conhece nenhum dos livros citados, aproveite para pesquisar sobre eles.

Finalizo este artigo com a frase de Jean-Paul Sartre:

Na verdade um livro que não merece ser lido duas vezes não é digno de ser lido nem uma vez.