mulherão da porra

eu to chorando demais hoje mas queria que passasse logo ou que você estivesse aqui puxando as molinhas na minha nuca.

e tem aquele fato… quando eu choro você fala sem parar. putaquepariu você fala tanta merda, meu bem. eu sei que você só fica desesperado e tem medo e seilamaisoque mas sssshhhhhiu pára (sdd acento) quieto. não me consola. não resolve. não conserta nada hoje.

só me deixa chorar triste no seu peito estreito e passar frio nessa pouca roupa. me alimenta de bafo e cafuné. respira em cima de mim e não deixa que eu deteriore enquanto tremo de tristeza e angústia.

fica junto. só hoje.

amanhã você já vai e eu estarei forte porque é assim que eu sou MULHERÃO DA PORRA, eu não tremo, eu sou forte, eu aguento. amanhã você vai embora e eu finjo que-tá-tudo-bem. amanhã, por favor.

hoje eu preciso dormir entrelaçada nas suas pernas, soluçando, com você contando quantos caracóis dos meus cabelos tem histórias pra contar de um mundo tão distante. os ETs ficariam envergonhados de tanta breguice.

me abraça. não vai mais, não. eu preciso dormir.