Ivone Santana: Duas décadas na assistência social

Ivone começou a trabalhar na FAS em 04/10/1994, trabalhando como agente administrativa na sede do CRAS Matriz, passando posteriormente pelo setor de suprimentos da fundação e pelo Programa Fazenda Solidariedade. Os Centros de Referência da Assistência Social (CRAS), apresentam inúmeros projetos, entre eles o Disque Solidariedade, que é atualmente gerenciado administrativamente por Ivone Santana que trabalha na FAS há 22 anos.
A FAS é o órgão público do governo que é responsável pela gestão da assistência social em Curitiba. Na fundação encontram-se unidades de proteção básica (CRAS) e proteção social especial (CREAS). O Disque Solidariedade é parte do CRAS e caracteriza-se como sendo um serviço telefônico que é disponível para toda a população.
Para o bom funcionamento do programa, basta ligar para o telefone 156, o escopo do mesmo seria a contribuição por meio de doações de produtos para famílias que se encontram em situação de risco e vulnerabilidade social.
A gerente administrativa da FAS afirma que seu trabalho é muito dignificante e que o disque trabalha diretamente com a população de Curitiba. Atendendo à inúmeras famílias, Ivone diz que o intuito do serviço é ajudar quem mais precisa. 
Para que a população possa contribuir com doações para o disque solidariedade, caminhões e kombis da FAS vão até as casas das pessoas para recolher doações que são feitas a partir de formulários preenchidos por meio do serviço do 156. Ivone explica que o atendimento para quaisquer contribuições das famílias é agendado com as mesmas e o recolhimento do que é doado é trazido ao disque solidariedade. 
Os materiais doados passam por uma restauração e são repassados para as famílias que se encontram em situação de risco e vulnerabilidade. Tudo é repassado de acordo com a demanda que é requisitada pelo CRAS. O disque contém em sua equipe 14 funcionários da FAS e da Prefeitura e 26 que são terceirizados. O serviço possui uma estagiária e apresenta parcerias com mais de 10 empresas privadas para que se torne possível as reparações de móveis e utensílios. 
O CRAS apresenta nove regionais na cidade de Curitiba, sendo que no ano de 2015, houveram 4735 atendimentos do Disque Solidariedade nesses locais, um aumento de 10% comparado ao ano anterior. A cada ano, os itens que são repassados pelo armazém do serviço aumentam mais, do ano de 2012 para 2015, o aumento foi de 5632 repasses para 8823.
De acordo com Ivone, a maior dificuldade para se conseguir doações é no verão, em toda a sua experiência, ela diz que já presenciou a chegada de muitos materiais em situação deplorável, que não apresentavam as mínimas condições de uso.
Ivone reitera que seu trabalho é muito importante e segundo ela, sua maior alegria em seu cotidiano profissional é ajudar as pessoas, enxergar em cada uma delas o sentimento de felicidade ao receberem um produto, móvel, algo que gostariam de ter, mas que não teriam condições de adquirir.

Roupas sendo separadas de acordo com seus tipos no Disque Solidariedade. Foto de Rodrigo Silva
Trabalho no Disque Solidariedade, roupas separadas de acordo com o tipo e tamanho. Foto de Rodrigo Silva
Trabalho de funcionárias no Disque Solidariedade. Foto de Rodrigo Silva
One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.