Sua startup não vai dar certo! Aceita que dói menos…

Amigo, desculpe a sinceridade, mas sempre achei isso uma virtude.

Não vai dar certo! Simples assim… Bom, pelo menos não da maneira que você está pensando. E vou te dizer porque.

Você só aprende as coisas fazendo. A vida é assim: você a aprende a sentar, depois a engatinhar, andar e só depois correr. No meio do caminho você cai, rala o joelho, chora, mas levanta e segue.

Empreender é igual!

Alias, acredito que aqui cabe um parêntese: empreender é montar uma startup? Desculpe minha ignorância, mas a tia do cachorro-quente para mim tem uma startup tanto quanto os caras da capa da Exame. Não?

Falo de causa própria, tá? Fali 3 empresas antes dos 30 anos.

Já tive uma agência de Turismo de Aventura no ABC Paulista, uma empresa de recreação em SP e um bar com música ao vivo em Santos. Fui funileiro quando mais novo e sempre achei que aquilo não era pra mim. Trabalhar para alguém não me parecia lógico. Qual o caminho? Empreender.

Numa época (na era do ano 2000) onde o SEBRAE era, talvez, a única referência, fui tentar a vida. Deu certo? Não!

Se fosse fazer hoje daria certo? Sinceramente, acho que não também.

“Ahhh, mas hoje tem muito mais informação, planejamento, canvas, design thinking, mentor, investidor, etc…”

Sinceramente, acho que isso não importa se você não tiver problemas no meio do caminho. Não adianta eu comprar boas ferramentas se não tiver o conhecimento de usar. Experiência e tempo é a base do conhecimento.

Hoje vejo que existe muito mais gente vendendo picareta do que mineradores buscando ouro. A um BUM de cursos, grupos, técnicas e tal, mas nada disso vai substituir o dia a dia.

Quer saber qual o fator de maior risco da sua startup? VOCÊ!

Você está preparado para lidar com um sócio? Diga sim quem já teve uma briga sobre o atraso de resposta de um e-mail importante…

Você sabe o que o seu contador está falando? Diga que sim quem já teve que cancelar uma NF pois não reteve o imposto devido…

Você está preparado para limpar uma privada? Diga que sim quem já fez isso correndo quando ia chegar um cliente/fornecedor importante….

Papel aceita tudo, inclusive cocô. Quer ver na prática.

Não estou sendo pessimista aqui apenas para jogar mais pedra sobre o empreendedorismo de palco. Estou apenas sendo realista e te desafiando, pois o único que pode mudar minha afirmação é você. E não será da noite pro dia que você conseguirá provar o contrário. Serão em anos. Ou talvez você veja que estou certo…

Não pegue a exceção pela regra. Não é todo dia que nasce o novo Mark Zuckerberg, mas em compensação, nasce a Dona Maria, dona do marmitex da esquina que começou a fazer isso quando perdeu o emprego.

Resumindo, olhe para os dois lados antes de atravessar a rua. Sempre tem gente acima e abaixo de você. Não ache que vai ser tudo lindo, mas não desista se é isso que você quer. Motivação você encontra em qualquer prateleira de autoajuda, agora a rotina de ser empresário é outra história…

Eu continuo tentando fazer dar certo. Mas errar e não dar certo foi o mais caro e rico aprendizado que tive até hoje.