Descartes

Não diga que me conhece
Até ver as minhas cinzas
Nesse dia,
Me vendo de volta ao pó
Me percebendo como algo que restou
Vai tentar entender o que acontece
Resíduos hospitalares depois de queimados
A poeira de casa
O lixo orgânico que será incinerado
Virando mais pó
Quando eu estiver numa caixa
Num parque ou no mar
Depois de uma música triste
Da incompreensão familiar
Você vai perguntar
Como se joga fora uma coisa dessas?