O pior é (re)começar

O pior é começar, sair da inércia. Recomeçar é ainda pior. Ser saudável nunca foi uma das minhas prioridades, sempre pratiquei esportes, frequentei academia e sempre tive meus muitos quilos a mais. Nunca fui prejudicado por causa disso, tanto no amor ou cotidiano (como é mais comum), pelo contrário, sempre fui bem tratado por todos que tive a oportunidade de conhecer. Peso na balança nunca foi algo que levei tanto a sério, como agora.

Já sofri efeito sanfona, sendo o pior deles o atual. Durante 1 ano e meio, cuidei da alimentação, mudei meus hábitos, pratiquei esportes em todos os horários possíveis e quase consegui ser totalmente saudável. Neste período perdi exatos 35 quilos, na verdade eu não perdi, deixei-os em algum lugar pois acabei de recuperá-los nos mesmos 1 ano e meio que gastara para perdê-los.

Não culpo ninguém ou algo para justificar o efeito sanfona. Claro que relacionamentos, vida acadêmica e profissional influenciam mas nada é mais responsável do que o próprio Eu.

A partir dessa semana, tento novamente começar essa jornada em busca de saúde. Posso falar com toda clareza, não foi fácil da primeira vez, nem vai ser. Sei disso. Todas as vezes que tentei parecia que possuía algum tipo de bloqueio mental que por mais de todo o esforço, sabia que em algum momento eu iria me sabotar.

Só que desta vez é diferente. Foco, disciplina e motivação não se compram em farmácias.

E o pior é começar. Ou recomeçar. Ou Começar de novo.