Com sua licença

Caminhos tortos de vias únicas
Há algum progresso nisso?
Perspectiva dúbia, coração míope
Pele intacta, mas sangro
Sangro por mim
Reitero-te
Pela última vez
Sobrou espaço apenas para um
E esse um 
Sempre sou eu
Sempre.

Like what you read? Give Tulio Muniz a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.