A Má Genética ou Uma Canção de Ninar Reacionários.

- Lee Chong, sos un gordo chino pelotudo!
Amargo como el vino que tomava tu papá! Esse sim era um asqueroso! Outro que também não valia nada; quantos foram? Oito? Oito anos sentado na câmara dos deputados com aquela pança, fazendo estes discursos tediosos e enchendo as orelhas de vinho naquele calabouço em que vocês jogavam e bebiam até perderem as calças, Lee Chong! Como pode ser que o fascismo seja tão genético? Ninguém ali entendia nada de política. Adictos! Um pontil asqueroso de drogados, a síntese do republicanismo mais lambe-botas que esse país já produziu. Todos liberais enrustidos, todos eles, nos afundaram todos los amigos de tu papá! El Salta, Guyachón — Mariano e Porfírio Rócio que se quer tinha título de eleitor mas pros medíocres basta ser boa companhia pra ganhar um cargo comissionado, não é?

- Si, Don Carmelo, ya sabemos todos quem foi mi papá.
- E não te dá vergonha?
- Eu era criança. E também não entendo muito de politica, Don Carmelo…
- Igual que tu papá!!! Igualito a tu papá! Como é terrível a genética! Sos un gordo chino pelotudo, Lee Chong!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.