eu não vou conseguir pregar os olhos mesmo

Olha,
eu realmente não vou conseguir pregar o olho essa noite e tudo bem estarmos novamente remoendo em tom de piada este assunto do meu tioavô imbecil que perdeu tudo que tinha por apostar nos cavalinhos, mas o que não pode passar em branco de maneira alguma é o desrespeito do corretor de imóveis PEDRO que não só não apareceu para nos mostrar o apartamento quando marcamos, como fez questão de aluga-lo no dia seguinte para qualquer outra pessoa sem motivo nenhum. Agora estamos ai há duas semanas te observando cochilar em mesa de bar, outro dia no cinema, três vezes no caixa eletrônico do posto e outra na fila do hortifruti que foi inclusive um momento difícil porque acabei tendo que devolver o alface, as cebolas e o rabanete já que é humanamente impossível segurar doze beterrabas e você no mesmo braço enquanto pego o dinheiro e ensaco tudo. Então sim, meu amor, esse é o motivo real pelo qual estamos comendo beterraba três vezes ao dia — o que por mim não tem problema visto que o legume pela cor logo deixa claro que faz bem pra vista e eu pretendo sim abandonar os óculos em algum momento, é verdade e a beterraba me faria bem nisso, você tem razão.

Esse é um mal de família terrível e inclusive o grande motivo de nossa ruína já que meu tioavô imbecil também enxergava muito mal e acabou por acidente apostando convicto no cavalo da raia 6 e não da 7 como indicavam as previsões e perdeu tudo que tinha. Imbecil, cego, mas pelo ou menos sustentava um caráter, não como esse tal corretor de imóveis PEDRO, que nos fez esperar naquele lobby por duas horas e depois mandou que nos dissessem que já havia alugado o apartamento que fica só a duas quadras daqui e que evitaria que você estivesse dormindo pelos cantos como nesse exato momento. E eu, olhe ai, poderia estar comendo uma pizza ou tomando um Martinni e não engolindo suco de beterraba já que a noite vai ser longa e eu não vou conseguir pregar os olhos mesmo.

(13/11/2016)

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.