Fake News: O Instagram e o alcance dos 7%

Esclarecendo essa história…

Rolando a timeline nos últimos dias me deparei com diversos posts de marcas e pessoas públicas, no Instagram parecidos com esse:

Todos com uma frase como essa: “se você vê este post, apenas comente sim. Isso irá melhorar nossos algoritmos e você começará a ver nossos posts novamente”.

Mas não. Fazer isso NÃO vai “melhorar” o algoritmo ou salvar sua marca de ter o alcance reduzido pelo Instagram. Isso não acontece como um passe de mágica.

A questão é que, desde julho de 2016, quando o algoritmo foi introduzido na rede social as suas postagens não aparecem necessariamente para todos que tem seguem. Assim como, já acontece no Facebook, há mais de 2 anos as postagens do Instagram não são mais exibidas em ordem cronológica.

E parece que só agora, as pessoas abriram os olhos para isso.

Então qual era e é a lógica de entrega do Instagram?

Acontece que a rede social nunca explicou abertamente como o Instagram escolhia mostrar as publicações, aquilo que definia sua publicação aparecer ou não para certas pessoas. Nós apenas deduzíamos isso, através do uso diário da rede social e através de testes.

O que a gente já sabia é que a entrega é por RELEVÂNCIA.

Mas, no início desse mês de junho, a rede social convidou um grupo de repórteres em seu novo escritório em São Francisco, na Califórnia e explicou como seus algoritmos funcionam. Uma das coisas que eles esclareceram foi que o Instagram não esconde posts no feed e em nenhum momento (das notícias que acessei) eles citam os tais 7%, o que já desmente essa história.

Eles também apresentaram alguns dos critérios de classificação de feeds, que são baseados em vários fatores:

https://reportei.com/como-usar-o-algoritmo-instagram-seu-favor-e-por-que-ele-e-excelente-para-o-marketing/

Pra resumir, cada feed é pessoal e ÚNICO. A máquina decide o que mostrar pra você, no seu feed, baseado no seu comportamento passado na rede social para criar um feed exclusivo. Mesmo que você e seu colega sigam exatamente as mesmas contas, você vai receber um feed personalizado e ele outro. Tudo dependendo com o que você interage.

E, para ordenar as publicações, a rede social leva em consideração:

Interesse
O algoritmo se baseia em suas interações do passado dentro da rede social e em um processo de visão computacional que indica com quais tipos de posts você interagiu com conteúdos parecidos. (Por isso é importante manter a CONSISTÊNCIA nas imagens publicadas nele)

Frequência
 O algoritmo também se baseia na frequência que você abre o Instagram e tentará mostrar as melhores postagens desde sua última visita. Os posts mais recentes levam vantagem em relação aos mais antigos (ainda que sem ser em ordem cronológica).

Relacionamento
O algoritmo também se baseia na quantidade de pessoas que você segue, sua proximidade com o autor da publicação e dá maior prioridade para as pessoas com quem você interagiu nos comentários, marcações e mensagens em outros posts.

Mas, voltando a publicação dos 7% que viralizou: se a pessoa comentar SIM no tal do post, ela vai receber os conteúdos?

NÃO.

Comentar em 1 foto (seja ela a desse aviso ou não) NÃO VAI fazer o algoritmo priorizar suas publicações para aquela pessoa. Pois comentar em UMA FOTO, não significa que o engajamento gerado apenas naquele post vá melhorar o “resto da vida” do seu Instagram.

Uma das coisas que aumenta o engajamento da sua página do Instagram, digamos assim, é sim, as pessoas comentarem e também curtirem e compartilharem com amigos as fotos do seu feed, assim consequentemente, ela é vista por mais pessoas e esse engajamento aumenta o seu alcance.

O grande detalhe aqui é que isso deve acontecer com FREQUÊNCIA.

Afinal, hábito como a gente sabe, é algo que acontece com freqüência. Se a pessoa SEMPRE engaja com suas fotos, comenta, dá like, entra no seu perfil, aí sim, pode ser que as suas fotos apareçam pra ela, pois o algoritmo do Instagram vai entender esse comportamento e mostrar mais daquilo que interessa a ela. Mas lembrando, mais uma vez: isso somente se ela engajar com FREQUÊNCIA com o seu perfil do Instagram e com as suas postagens.

Logo, essa publicação que viralizou é, acima de tudo, uma fake news.

Então Tuti, qual a salvação?

Como qualquer estratégia no digital, não vai ser da noite pro dia, ou através de uma publicação específica que você vai bater o algoritmo.

A dica é trabalhar duro, como em tudo no digital.

Busque criar conteúdos de qualidade e consistência, alinhados com o que interessa ao seu público para gerar engajamento com as suas publicações, responder comentários e dúvidas, fazer lives e criar conversas para manter a interação ativa no seu perfil e, claro, manter constantemente atualizada. 
Outra "saída" digamos assim, é investir em mídia para alcançar as pessoas que você deseja na rede social.

Que a força esteja com você 🤘🏻

Leia também:

-Marcas no Instagram: crie uma presença relevante
-
17 ideias de publicações no Instagram para variar na produção de conteúdo!
-
8 dicas práticas de Instagram para começar a aplicar hoje