flashes transeuntes de ti

Meu pensamento ta em ti, me desequilibro, tudo que me compõe, parece que entra numa dança quando me vejo apaixonada por ti

Quieta e na minha, tento disfarçar na maioria das vezes teu olhar não deixa. Me arrepio, e me perco em ti… é impossível, ser mais realista que isso, na profundidade das experiências no decorrer dos afazeres do dia, por que eu paro tudo pra pensar em ti?

vácuo…

limbo…

até onde me sinto perdida nessa paixão

sem certeza alguma, sem ponto final, e nada daqui parece com o que eu vivo contigo

me inspiro, reviro, escrevo paginas e paginas, avoada não consigo não pensar em ti

desassossego

afago e aconchego

procuro no lugar errado

desapontada

me perco

recompensa de tamanho medo

vontade de te amar

desembrulhar esse dobrado que me enrolou

me desatinou

e me faz reviver

criar circunstancias

relembrar todos os detalhes

pra te ter presente em mim

e nesse descuido

carência

solitária

perdi a oportunidade de te falar tudo isso

e por que eu falaria, se frente a ti

eu me perco

nada relacionado a harmonia

ja não ando mais atras de te entender

percorro… a nada consigo me prender

a não ser essa vagarosa

resistência do meu sentir inteiro

a lembrar de ti.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.