Sobre fé e paz [Mateus 8 — parte 5]

Devocional da Galera da Casa 0016

No penúltimo trecho do capítulo 8 de Mateus, entre os versículos 23 e 27, a Palavra nos fala a respeito de um conhecido episódio em que Jesus entra no barco com seus discípulos e surge uma tempestade no mar da Galileia, mas, enquanto os discípulos de desesperam com medo, Jesus dorme. E, quando é acordado pelos discípulos, Jesus responde: “Por que vocês estão com tanto medo, homens de pequena fé?” E aí Jesus se levantou e repreendeu os ventos e o mar e ficou calmo outra vez.

O evangelho de Marcos, ao relatar esse mesmo acontecimento, também nos conta que, antes de entrar no barco Jesus disse aos discípulos: “Vamos atravessar para o outro lado”. Isso nos ajuda a entender ainda melhor o porquê de Jesus ter chamado aqueles discípulos de homens de pequena fé. Afinal, Ele não tinha dito que eles atravessariam e chegariam até o outro lado? Aqueles homens não andavam com Jesus todos os dias, não sabiam quem Ele era e o que Ele fazia? Como podiam estar com medo, então?

Esse texto, talvez por ser tão conhecido, muitas vezes acaba passando batido por nós. “Jesus está no barco” meio que se tornou um chavão evangélico, cujo sentido nós às vezes não entendemos mais direito. Porque nós, assim como aqueles discípulos, mesmo sabendo que Jesus está no barco, muitas vezes também nos desesperamos, por sermos homens e mulheres de pequena fé.

Mas o que é a fé, afinal? O escritor da carta aos Hebreus nos diz que “a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos”. E nós só podemos ter certeza de algo que esperamos quando confiamos plenamente naquele que nos fez a promessa. Confiamos tanto, mas TANTO, que não precisamos de outra prova para acreditarmos que a promessa vai se cumprir: a nossa fé é a própria prova. E essa certeza e essa confiança só podem existir quando nós verdadeiramente conhecemos o autor da nossa promessa — quem Ele é e o que Ele fez por nós.

O fato de aqueles homens terem ficado surpresos quando Jesus acalmou o mar e perguntado: “Quem é este que até os ventos e o mar lhe obedecem?” mostra que, apesar de eles já caminharem com Cristo há algum tempo e terem visto os milagres e as maravilhas que Ele tinha feito até então, eles ainda não conheciam plenamente quem Jesus era. Eles ainda não tinham perfeita convicção de que Ele era MESMO o próprio Filho de Deus. Ainda existia uma porcentagem de dúvida no coração deles com relação a quem Jesus era e ao poder que Ele realmente tinha. A fé daqueles discípulos ainda não estava completa.

Ainda bem que Jesus tem misericórdia de nós e da nossa pequena fé! Assim como Ele teve daqueles discípulos, Ele tem também de nós. Apesar de nós nos desesperarmos desnecessariamente com as circunstâncias da nossa vida, mesmo assim, Ele demonstra o Seu amor por nós nos mostrando e nos ensinando mais e mais a respeito de quem Ele é e do que Ele já fez e faz por nós. Ele cuida de nós, nos livra e nos ajuda a fortalecer a nossa fé Nele.

Existe alguma situação na sua vida hoje que está te deixando desesperado? Peça que o Espírito Santo te ajude a enxergar que Jesus está junto com você nesse barco e que todas as coisas — até mesmo aquelas que o ser humano não pode controlar, como os ventos e o mar! — estão debaixo do controle das mãos Dele. E peça que Ele te ajude a confiar Nele a ponto de, como Jesus, mesmo em meio a uma terrível tempestade, ser capaz de deitar a cabeça no travesseiro e descansar na paz de Cristo, que excede todo entendimento ❤.