Biomarcadores para o diagnóstico diferencial entre as síndromes demenciais

Por Fabricio Ferreira de Oliveira, médico, pesquisador do Ambulatório de Neurologia do Comportamento do Hospital São Paulo e membro do ISTAART Advisory Council (Alzheimer’s Association) e do Comitê Executivo da Área de Interesse Profissional de Biofluid Based Biomarkers da ISTAART (Alzheimer’s Association)

Image by Tumisu from Pixabay

Tradicionalmente, pacientes que começam a apresentar declínio cognitivo com impacto em suas atividades do dia a dia costumam receber o diagnóstico de demência. Durante muito tempo, o termo “demência senil” foi empregado para definir o comprometimento patológico destes pacientes.

Com o passar do tempo, começou-se a reconhecer que havia diferentes tipos de síndromes demenciais, como a demência da doença de Alzheimer, a demência vascular, a demência com corpúsculos de Lewy, a demência da doença de Parkinson, a demência frontotemporal, entre outras formas menos comuns. Inicialmente, o diagnóstico destas condições era baseado exclusivamente em características clínicas, porém a imprecisão do diagnóstico diferencial levou à necessidade do uso de biomarcadores para confirmação diagnóstica, até mesmo porque o tratamento varia de acordo com a síndrome demencial.

Atualmente, biomarcadores de biofluidos (como sangue e líquor) e neuroimagem (como na ressonância magnética e na tomografia por emissão de pósitrons) são usados não só no diagnóstico diferencial entre as síndromes demenciais, mas também nas correlações com suas características neuropsiquiátricas, como aspectos comportamentais e cognitivos. Isso é importante para que, no futuro, possa ser avaliada a resposta a tratamentos específicos que foquem não somente nos mecanismos básicos do desenvolvimento das síndromes demenciais, mas também em suas manifestações neuropsiquiátricas (como depressão, alucinações e apatia).

Atividade monoaminérgica e concentrações de aminoácidos no sistema nervoso podem se correlacionar com sintomas comportamentais, refletindo seu metabolismo na demência. Neurotransmissores específicos e seus metabólitos podem ser dosados no líquor dos pacientes. Neste estudo da Disciplina de Neurologia Experimental da Escola Paulista de Medicina (EPM/Unifesp), que foi financiado pela Fafesp, foram avaliadas as correlações comportamentais de aminoácidos e metabólitos de monoaminas liquóricos de acordo com os haplótipos APOE na demência com corpúsculos de Lewy em comparação com a demência da doença de Alzheimer e controles sem demência.

Pacientes consecutivos com demência com corpúsculos de Lewy provável foram pareados com pacientes com demência da doença de Alzheimer de início tardio por sexo e escores exatos em testes cognitivos e de estadiamento da síndrome demencial, e também com controles cognitivamente saudáveis por sexo e idade. Concentrações liquóricas de aminoácidos e metabólitos de monoaminas foram mensuradas por cromatografia líquida de alto desempenho, e correlacionadas com domínios comportamentais. Vinte participantes com demência com corpúsculos de Lewy foram pareados com vinte participantes com demência da doença de Alzheimer e vinte controles.

Aminoácidos e o índice HVA/5-HIAA estiveram associados com apatia, disforia, ou ambos nas demências, mas os níveis liquóricos de metabólitos de monoaminas não foram afetados pelo tratamento farmacológico. Associações principais para portadores do alelo APOE-ε4: níveis reduzidos de HVA, 5-HIAA, glutamato e taurina na demência com corpúsculos de Lewy; glutamina associada com comportamento noturno nas demências; índice HVA/5-HIAA, aspartato e glicina associados com alucinações na demência com corpúsculos de Lewy; GABA, aspartato, glicina, glutamina e taurina associados com ansiedade na demência da doença de Alzheimer. Associações principais para não-portadores do alelo APOE-ε4: níveis mais elevados de glutamato na demência da doença de Alzheimer; GABA e taurina associados com alucinações e agitação na demência com corpúsculos de Lewy; GABA, aspartato, glicina e glutamato associados com ansiedade na demência com corpúsculos de Lewy; aspartato e glicina associados com comportamento noturno na demência com corpúsculos de Lewy; VMA associado com disforia, delírios e comportamento noturno na demência da doença de Alzheimer.

A conclusão preliminar do estudo foi que a disfunção de neurotransmissores pode afetar diferencialmente fenótipos comportamentais nas síndromes demenciais. Os resultados desse estudo têm sido apresentados internacionalmente, e já foram premiados em várias conferências, como a AAIC>19 — Alzheimer’s Association International Conference (em Los Angeles, Julho de 2019), o 22nd International Congress of Parkinson’s Disease and Movement Disorders (em Hong Kong, Outubro de 2018), a AAIC>18 — Alzheimer’s Association International Conference (em Chicago, Julho de 2018), a 70th Annual Meeting of the American Academy of Neurology (em Los Angeles, Abril de 2018), e a AAIC>16 — Alzheimer’s Association International Conference (em Toronto, Julho de 2016). Destaque também para o fato de a EPM/Unifesp ter sido a primeira instituição de ensino do Brasil a ter representatividade em uma Área de Interesse Profissional da Alzheimer’s Association, mais especificamente na esfera de Biomarcadores de Biofluidos (Biofluid Based Biomarkers Professional Interest Area): https://action.alz.org/personifyebusiness/Membership/ISTAART/PIA/BiofluidBasedBiomarkers/ExecutiveCommittee.aspx.


Apoio Financeiro: FAPESP (processo #2015/10109–5)


Bibliografia Consultada:

1. Biblioteca Virtual da FAPESP: http://bv.fapesp.br/pt/bolsas/161804/analise-comparativa-de-marcadores-liquoricos-e-sericos-na-demencia-com-corpusculos-de-lewy-e-na-deme/

2. UNIFESP notícias: https://www.unifesp.br/noticias-anteriores/item/2817-demencia-por-corpos-de-lewy-um-alerta-de-saude-publica

3. Oliveira FF, Miraldo MC, Castro Neto EF, Machado FC, Almeida SS, Matas SLA, Bertolucci PHF, Mazzacoratti MGN. Cerebrospinal Fluid Based Biomarker Evidence of Amyloidogenesis in Dementia with Lewy Bodies Depends upon APOE-ε4 Carrier Status. Alzheimers Dement 2019, https://doi.org/10.1016/j.jalz.2019.06.4462

4. Oliveira FF, Miraldo MC, Castro Neto EF, Machado FC, Almeida SS, Matas SLA, Bertolucci PHF, Mazzacoratti MGN. Motor and non-motor correlates of APOE-ε4 mediated cerebrospinal fluid concentrations of amino acids and monoamine metabolites in dementia with Lewy bodies compared with Alzheimer’s dementia and healthy controls. Mov Disord 2018, http://www.mdsabstracts.org/abstract/motor-and-non-motor-correlates-of-apoe-%ce%b54-mediated-cerebrospinal-fluid-concentrations-of-amino-acids-and-monoamine-metabolites-in-dementia-with-lewy-bodies-compared-with-alzheimers-demen/

5. Oliveira FF, Miraldo MC, Castro Neto EF, Machado FC, Almeida SS, Matas SLA, Bertolucci PHF, Mazzacoratti MGN. COGNITIVE AND FUNCTIONAL CORRELATES OF CEREBROSPINAL FLUID CONCENTRATIONS OF AMINOACIDS AND MONOAMINE METABOLITES ACCORDING TO APOE-ε4 CARRIER STATUS IN DEMENTIA WITH LEWY BODIES COMPARED WITH ALZHEIMER’S DEMENTIA AND COGNITIVELY HEALTHY PEOPLE. Alzheimers Dement 2018, https://doi.org/10.1016/j.jalz.2018.06.912

6. Oliveira FF, Miraldo MC, Castro-Neto EF, Machado FC, Almeida SS, Matas SLA, Bertolucci PHF, Mazzacoratti MGN. Behavioral correlates of cerebrospinal fluid concentrations of aminoacids and monoamine metabolites according to APOE-ε4 carrier status in dementia with Lewy bodies compared with Alzheimer’s dementia and cognitively healthy people. Neurology 2018, https://n.neurology.org/content/90/15_Supplement/P4.190

7. Oliveira FF, Machado FC, Almeida SS, Matas SLA, Mazzacoratti MGN, Bertolucci PHF. MOTOR ASPECTS OF DAILY LIVING FOLLOW COGNITIVE AND FUNCTIONAL STATUS BUT NOT BEHAVIOURAL SYMPTOMS IN PATIENTS WITH LEWY BODY DEMENTIA SYNDROMES. Alzheimers Dement 2016, https://doi.org/10.1016/j.jalz.2016.06.2232


As opiniões expressas no artigo não representam a posição oficial da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Unifesp • Universidade Federal de São Paulo

Written by

Uma universidade que atua em todas as áreas do conhecimento, realizando com excelência atividades de ensino, pesquisa e extensão • http://www.unifesp.br/

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade