PL: Destaques da vitória contra o Palace e que venha o Brighton.

Como era de se esperar, não foi um jogo fácil contra o Crystal Palace. Os Eagles jogaram no 4–4–2, com Wan-Bissaka, Sakho, Tomkins e Van Aanholt na linha defensiva; Townsend, McArthur, Milivojevic e Schlupp formando a linha de meio; e Zaha e Benteke na frente.

Os Eagles vieram fechados, marcando atrás e dificultando a criação dos Reds. O primeiro gol veio em pênalti de Sakho em Salah, convertido por Milner.

No segundo tempo o Palace decidiu ir para cima e chegou a ter cerca de 78% de posse no início da 2ª etapa, mas a defesa dos Reds segurou bem e o Liverpool passou a controlar melhor o jogo após a entrada de Henderson.

Aos 75', Wan-Bissaka - até então melhor jogador do Palace em campo - fez falta em Salah, em lance claro de gol, e levou vermelho. Já nos acréscimos, após cobrança de falta, Van Dijk afasta a bola, Salah toca para Mané em velocidade, que passa até pelo goleiro e faz o gol para garantir os 3 pontos.

Definitivamente um jogo duro, em que ficou faltando um pouco mais de Bobby Firmino e da criação no setor ofensivo. Mas vimos Liverpool manter outro clean-sheet, garantir a vitória - em um jogo que em temporadas passadas teria cheiro de pontos perdidos no final - e seguir forte na briga pela ponta da tabela.

Dentre os pontos positivos, vale destacar mais uma boa partida de Keita, que parecia ocupar o campo inteiro.
Naby foi o jogador com mais tackles na partida (5, de acordo com o site Squawka), além de contribuir ofensivamente, como na melhor oportunidade dos Reds na primeira etapa, em um raro contra-ataque, em que Keita gira pra cima de Townsend e lança para Salah, que tenta encobrir o goleiro, mas manda para fora.

Outro destaque fica por conta da dupla de zaga. Virgil foi dominante e obteve números impressionantes: ganhou 9 duelos aéreos, 2 tackles (100% do que tentou) e 8 bolas afastadas. 
Joe Gomez também foi muito bem e crucial na partida, realizando um desarme excelente aos 30' do 1º tempo, em disputa na corrida com Zaha, quando o jogo ainda estava 0 x 0.

Por fim, vale ressaltar a excelente atuação de Alisson no gol dos reds, com pelo menos 3 boas defesas, destacando-se a a bola defendida na falta bem executada por Milivojevic. O goleiro ainda completou incríveis 21 de 23 passes na partida, um aproveitamento excepcional.

Na próxima rodada, o Liverpool encara o Brighton, que vem de vitória contra o Manchester United por 3x2.

O Brighton joga em um sistema de 4–4–1–1.
O time mostrou uma marcação muito agressiva na vitória contra o United, pressionando de forma bem intensa, inclusive no campo do adversário (principalmente nos momentos inciais) e sem medo de subir as linhas às vezes. A construção ofensiva passa bastante por Pascal Groß, e pelos lançamento no pivô de Murray.

Vamos ver como se comportará o Brighton em Anfield. Se fizerem a mesma marcação agressiva do jogo contra o United, e o Liverpool atrair as linhas de marcação adversária para ligar o jogo rápido, pode ser tudo o que Klopp quer para explorar a velocidade de seus pontas. Será um jogo interessante.

#YNWA

Autor: Vinícius Hiraoka