eu conto camadas nas minhas mãos. uma, duas.
arranco sem pudor, chego a todo canto em passos rápidos. 
contados. um, dois.
tentam me assaltar e nem reajo. era piada. conto mesmo assim.
um. dois. e se precisar correr? um.
dos dois só ele ri. reajo em passos atrasados.
podia rodar essa cidade inteira só pra coletar poeira. vomitar fumaça.
ser roubado de algo que já não serve mais. a previsão é de trânsito incessante. perdi o ponto e rodei demais. dia frio, veia gelada. 
vejo e tento não contar.
um. dois. um.
atiram e acertam o alvo. caio só fora de cena, menos é exagero.
um: nunca foi sobre enxergar e eu sou um banquete pra olhos mortos.
dois: nunca foi sobre enxergar e você sempre soube.
honestamente? claro, mas baixo.
se ouvem me matam, mas mesmo assim eu falo. atiro e acerto o alvo.
um. você. dois. eu. mudo e sincero, sinônimos que parecem dentes. 
paredes de osso.
calmaria. 
se afogar num dia claro num mar calmo numa hora boa.
deixar pra trás e evitar reflexos, já aprendi e aplico. 
um. deixar pra trás.
dois. evitar reflexos.
livre é uma parada relativa. informal demais ou quieto, eu só acho que aprendi. o melhor discurso na hora errada, sempre soube. 
honesto demais pro próprio bem, sangra sem querer. 
um. 
dois. 
empurram, 
mas sobe. 
inconveniente 
e ainda aqui.

Like what you read? Give mattheus m. a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.