Design Talk #03

Os usuário são como as plantas, os UX tem que saber regar hahaha

Em um outro texto.. esse , eu conto um pouco sobre a métrica e como ela é implementada, de lá pra cá, fazendo mais algumas pesquisas a respeito do CES, descobri sobre alguns outros aspectos que gostaria que compartilhar aqui, e também coisas que não estão no primeiro artigo.

quando falamos que somos pessoas que trabalham experiência do usuário, somos responsáveis por pesquisar, projetar, metrificar e iterar em uma solução que criamos.

O que é o CES?

Criado em 2010, proposto por , e na HBR, no artigo o…


Depois de ter os requisitos gerados, priorizados, negociados e especificados. O próximo nível é a estrutura.

O nível de Estrutura é dividido em duas partes, Design de Interação e a Arquitetura da Informação. O Design de Interação e o momento em que devemos nos preocupar com as opções, ou formas que alguém tem para realizar seus objetivos, enquanto a Arquitetura de Informação se preocupa com a forma como as informações são transmitidas ao usuário.

Design de Interação (IxD)

Sempre que usamos um um app por exemplo, interagimos com ele e ele responde a essa interação. A pessoa responsável por fazer o projeto de interação se preocupa em descrever possíveis interações do usuário e definir como o sistema responderá. …


Etapa onde as necessidades do usuário e os objetivos de negócios se tornam funcionalidades que o produto oferecerá aos usuários.

Anteriormente, fiz um texto onde conta de maneira superficial sobre o como um todo, após isso fiz um texto contando apenas a parte de , neste momento falaremos da segunda camada, o Escopo.

Enquanto na são definidos os objetivos estratégicos (objetivos do produto e necessidades do usuário), na camada de Escopo nós definimos os recursos e os requisitos de conteúdo que atenderão a esses objetivos estratégicos.

Por que é importante a definição do escopo

Saberemos o que estamos construindo

Ele fornece uma descrição clara sobre o que estamos construindo e como isso se relaciona com os objetivos. E sim, não podemos definir um escopo com 100% das…


Como funciona?

Foto do dia do Workshop, mostrando o nosso “canvas” e tudo que fizemos

Hey pessoas, hoje to passando aqui para contar para vocês um pouco sobre o Workshop sobre Design Sprint 2.0, que aconteceu no dia 29 de setembro tive a oportunidade de comparecer ele aconteceu na CI&T BH, com organização da Dinius Design e apoio do IxDA Belo Horizonte.

A idéia aqui é contar um pouco como foi a experiência e um pouco de como aprendemos a utilizar a metodologia, o Workshop foi ministrado pela Bruna, que é Product Design da AJ&Smart, co-criadores do Design Sprint 2.0.

Design Sprint Original

Pra quem não conhece o Sprint normal, ele é uma metodologia criada…


A estratégia tem o maior impacto no sucesso ou fracasso do projeto.

Recentemente, escrevi um texto dando um overview sobre o que seria o e todas as etapas que o compõem. Decidi fazer um texto explicando melhor cada uma das etapas. No artigo de hoje, irei aprofundar sobre a camada de “estratégia”.

Essa etapa define metas estratégicas para os objetivos do produto e as necessidades do usuário. A maioria dos fracassos vem de não responder a essas duas perguntas básicas:

  • O que queremos deste produto?
  • O que nossos usuários querem tirar disso?

Ao responder à primeira pergunta, descrevemos os objetivos vindos de dentro da organização para aquele produto e…


Precisamos falar sobre essa série.

Desde que estreou, me vi interessado na série e em como ela foi construída. A fotografia chamava a atenção, especialmente pela forma com que os dados eram mostrados, como a narrativa se desenrola, além de todas as alocações utilizadas para ser plano de fundo dessa história.

A proposta é fazer um paralelo entre a experiência do usuário e na experiência do “convidado” em Westworld.

A série foi desenvolvida por Jonathan Nolan e Lisa Joy e estreou em 2016. Após grande sucesso da primeira temporada, fomos agraciados com a segunda temporada, que fez muito sucesso em vários países.

Ela continuou…


Independentemente do nível, de junior a senior, é sempre importante aprender um pouco mais.

Desde que me entendi como um profissional de UX, algumas experiências que tive me ajudaram a reconhecer minha contribuição para tornar o mundo mais fácil de usar (haha!). Embora no Brasil ainda não existam formações oficiais para se trabalhar na área, devido ao fato de ela ser multidisciplinar, hoje existem vários conteúdos na Web que te ajudam a se tornar um profissional dessa área.

O propósito de um TED Talk é apresentar grandes histórias e exemplos de vida de grandes líderes. Na minha caminhada para me tornar um profissional de UX — ainda estou caminhando — alguns TED’s abriram minha…


O que elas representam?

Fui apresentado às 10 heurísticas de Nielsen pela primeira vez quando ainda estava na faculdade. Na época, estava começando a trabalhar com UI’s e isso acabou sendo de grande valia, pois desde então, sempre trago comigo essas 10 “leis” quando preciso criar uma nova interface. Elas são o norte para tornar uma interface mais intuitiva para o usuário e são muito importantes para qualquer profissional da área de User Experience.

“Even the best designers produce successful products only if their designs solve the right problems. A wonderful interface to the wrong features will fail.”

– Jakob Nielsen

Ao pensar no…


O que é e como funciona?

O barco é seu projeto.

Quando iniciei na área de UX, uma das primeiras imagens que me apresentaram foi o Iceberg de User Experience. Volta e meia tento explicar de maneira fácil para amigos ou familiares além de pessoas mais próximas profissionalmente e por esse motivo venho trazer uma luz, já que todos os textos que encontrei na Web acabam não trazendo muita profundidade sobre o tema (haha!).

Mas afinal, o que é o iceberg de UX e o que ele quer dizer? O que cada uma das camadas, desde o ponto mais profundo até a superfície representam?

O Iceberg é uma


Afinal nem só de testes A/B vivem as pessoas de UX.

Na área de Experiência de Usuário, uma das tarefas que compõem o dia a dia de uma pessoa dessa área é a realização de testes de usabilidade. Mas o que seria um teste de usabilidade? É um dos métodos utilizados para testar uma nova proposta de interação projetada para um sistema. Trabalhamos diariamente para transformar o modo de uso dos sistemas para que eles se tornem cada dia mais intuitivos.

Ao realizar testes de usabilidade, times de Produto conseguem entender melhor como as pessoas reagem a uma nova interação proposta. Apesar disso, ainda existe certa dificuldade para medir exatamente o…

Wesley Simões

Escrevo sobre Experiência de Usuário no UX Collective 🇧🇷, sou Product Designer na @Hotmart, moro em Beagá!

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store